Publicidade

O Barcelona ganhou na Corte Arbitral do Esporte (CAS) o direito de ser indenizado pelo Santos em processo que envolve o atacante Gabigol, hoje no Flamengo. De acordo com “Cadena Ser”, da Espanha, o Peixe terá de pagar 2,9 milhões de euros (R$ 17,9 milhões) ao clube espanhol.

Gabigol Gabigol na chegada à Inter de Milão | Foto: Divulgação

Em 2016, a Inter de Milão comprou Gabigol junto ao Santos por 29,5 milhões de euros (R$ 181 milhões, na cotação atual). Porém, o Peixe não avisou que havia recebido a oferta da Inter ao Barcelona, que tinha preferência pelo atacante.

MAIS! Top 10: Neymar abre vantagem na lista de brasileiros com mais gols na Champions

Publicidade

A preferência de compra do Barcelona foi acordada na transferência de Neymar para o clube catalão, em 2013. Na ocasião, o Barça estabeleceu no acordo que poderia cobrir qualquer oferta por Gabriel Barbosa, tendo assim, a preferência pelo atacante.

LEIA MAIS! Crise pode explodir no Real Madrid em janeiro. Entenda!

Em 2016, a Inter de Milão fez proposta por Gabigol e o Santos não levou a oferta ao Barcelona, que poderia cobrir e contratar o atacante, que foi para a Itália. Como o Peixe descumpriu o contrato com Barça, o clube espanhol se mobilizou e agora está perto de ser indenizado.

Gabigol na Europa

Publicidade

Revelado pelo Santos, Gabigol foi para a Inter de Milão em 2016. Porém, teve poucas oportunidades e não brilhou – disputou dez jogos e fez um gol. Ele foi emprestado ao Benfica, pelo qual também não se destacou (cinco partidas e um gol).

Gabigol voltou ao Santos, emprestado, em 2018 e voltou a brilhar. Foram 27 gols em 52 jogos. Em 2019, o artilheiro viveu o melhor ano da carreira, já pelo Flamengo, com 43 gols em 59 jogos e os títulos da Libertadores e do Brasileiro.

O Flamengo, então, comprou Gabigol junto à Inter de Milão por cerca de 17 milhões de euros (R$ 104 milhões, na cotação atual).