Publicidade

A revolta de Pep Guardiola no fim do jogo entre Manchester City e West Bromwich foi alvo de críticas por parte da imprensa britânica. O treinador entrou em desespero ao ver que o quarto árbitro levantou uma placa anotando quatro minutos de acréscimos no segundo tempo. A reação do treinador gerou imagens que correram o mundo.

Guardiola e sua revolta (Foto: Getty)

O empate por 1 a 1 foi péssimo para o Manchester City, que ficou com 20 pontos e cada vez mais longe de Tottenham e Liverpool, que lideram com 25 pontos. Além disso o time está fora da zona de classificação para os torneios continentais.

LEIA MAIS!

Publicidade

Dele Alli é pedido de Neymar e Mbappé para PSG ganhar a Champions League
Técnico do PSG revela quando esperar ter Neymar

Guardiola chegou a tentar impedir o quarto árbitro de abaixar a placa. A reação foi considerada exagerada, principalmente porque parecia, na visão dos comentaristas ingleses, transferir para a arbitragem a responsabilidade pelo mau desempenho.

Pep Guardiola e sua revolta (Foto: Getty)

Guardiola explicou revolta

Guardiola e sua revolta (Foto: Getty)

Na entrevista após o jogo os jornalistas cobraram o treinador. Assim ele se posicionou.

Publicidade

– Os acréscimos não foram satisfatórios. Tivemos muitas substituições para quatro minutos. Além disso o Gabriel Jesus precisou de atendimento e ficou três minutos com a partida paralisada por conta disso – explicou Guardiola.

Guardiola ficou revoltado, mas exagerou (Foto: Getty)

A imprensa tem criticado o treinador pelo excesso de reclamações nos jogos do clube. Na Champions League chegou a trocar ofensas com Sergio Conceição, treinador do Porto, em choque realizado na Inglaterra.

LEIA MAIS:

Publicidade

Acerto de Messi com PSG ocorreu em consulado do Catar, diz imprensa espanhola
Sem CR7, veja os craques mais valiosos das oitavas da Champions League