Publicidade

Muita calma nessa hora: Rueda quer evitar apreensão do elenco para final | Foto: Divulgação Flamengo

O Flamengo vai jogar seus 90 minutos mais importantes do ano nesta quarta-feira, na partida final que vai definir o título da Sul-Americana contra o Independiente, da Argentina. Qualquer que seja a formação em campo, apenas um resultado interessa ao Rubro-Negro: vitória por dois gols de diferença.

E é justamente esse o maior problema. Dois gols! Apesar da vantagem nos números, superar o fator psicológico será o mais importante para o Flamengo.

Publicidade

Colocando na balança alguns pontos, a favor do Independiente estão a vitória na Argentina, a oportunidade de jogar pelo empate e uma pequena vantagem nas estatísticas. Sem querer minimizar a situação do Flamengo, nos números, o time argentino é melhor apenas no aproveitamento como mandante. Durante a Sul-Americana, o Independiente tem 88,9% de aproveitamento como mandante, contra 83,3% do Flamengo.

Independiente tem a vantagem do empate na final da Sul-Americana | Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

Nos demais pontos, o Flamengo sobra. Por exemplo, o Rubro-Negro carioca marcou 23 gols na Sul-Americana, contra 20 do Independiente. Ambos sofreram 8 gols até agora. Como mandante, o Flamengo balançou a rede 14 vezes, sendo uma a mais do que o adversário. Sofreram o mesmo número de gols como mandante: 4.

O Flamengo também é um visitante indigesto na Sul-Americana, marcando 9 gols jogando fora de casa e sofrendo 4. Por sua vez, o Independiente marcou duas vezes menos como visitante, levando o mesmo número de gols que o Rubro-Negro.

O mandante é o Flamengo

Publicidade

Porém, apesar do volume de gols, o aproveitamento do Independiente como mandante é superior ao do Flamengo. Os argentinos têm rendimento de 88,90% contra 83,3% do Rubro-Negro. Com visitante, o Flamengo é melhor do que o Independiente, com 66,7% de aproveitamento contra 60% do rival. A questão é que, na final desta quarta-feira, os visitantes são eles.

Assim, os números favoráveis mostram que o Flamengo está habilitado a levar a melhor na final. Porém, terá uma luta à parte para levar a melhor. Terá que superar a pressão do relógio com eficiência, resistindo inclusive à fatores como a pressão que costumeiramente vem da torcida. No fim, o Flamengo pode ser o maior adversário do próprio Flamengo.

Leia Mais:

Publicidade

Veja o retrospecto de Neymar contra o Real Madrid
Flamengo chega ao seu maior número de jogos e vitórias nos últimos 20 anos
PSG x Real Madrid é o confronto bombástico das oitavas de final da Liga dos Campeões
Diversidade de países marca oitavas de final da Liga dos Campeões
Éverton Ribeiro encara maratona em início de altos e baixos pelo Flamengo
Rivalidade, jogos decisivos e freguesia: o duelo particular entre Guardiola e Mourinho