Publicidade

Dá para imaginar um clima de guerra entre o ex-jogador Rivaldo e o técnico Alex Ferguson. Pelo jeito de ambos dificilmente isso aconteceria. Mas o embate rolou. Pelo menos na cabeça do treinador, que fez história no Manchester United. Ferguson revelou o ocorrido para a imprensa inglesa.

Alex Ferguson Alex Ferguson tinha um olho clínico | Foto: OLI SCARFF/AFP via Getty Images

Ferguson contou que a raiva que sentiu de Rivaldo fez com que ele se posicionasse publicamente contra o brasileiro no começo deste século. O fato aconteceu em 2002, quando o então meia Rivaldo teve seu contrato rescindido pelo Barcelona. Na época o treinador partiu em defesa de seu colega Louis Van Gaal, então comandante do clube espanhol.

Alex Ferguson deu declarações defendendo a decisão de Van Gaal de abrir mão de Rivaldo, que depois iria para o futebol italiano. Mas a opinião de Ferguson foi motivada por uma dor de cotovelo pelo fato de Rivaldo ter esnobado o Manchester United.

Relacionadas

Haaland
Cristiano Ronaldo Manchester United
Gavi Barcelona
Sterling Manchester City

Publicidade

Alguns anos antes Ferguson pediu a contratação de Rivaldo. Mas o craque não quis aceitar as condições salariais do Manchester United. Algo que gerou grande dor de cotovelo em Ferguson.

– Na verdade, nada me surpreendeu quando o Barcelona rescindiu o contrato de Rivaldo. Eu compartilho totalmente a decisão de (Louis) van Gaal. Quantos anos tem Rivaldo? Ele não é jovem – disse na época Ferguson para a imprensa da Espanha.

Ferguson foi na ferida

Rivaldo Rivaldo fez história no Barcelona | Foto: Imago Images

O treinador seguiu.

Publicidade

– Todos os treinadores analisam suas necessidades e agora Van Gaal deve desejar um jogador menos individualista, e pensa mais no time. Rivaldo continua sendo um jogador fantástico. Eu o queria há temporadas e tentamos contratá-lo, mas não concordamos nem com Barcelona pelo preço de sua transferência, nem com o jogador sobre seu salário – disse ele

Rivaldo foi campeão mundial com a Seleção Brasileira em 2022. Pelo Barcelona foi duas vezes campeão espanhol. Mas só ganhou a Champions League quando trocou de clube. Foi campeão pelo Milan em 2003.

Comentários