Publicidade

Rafa Benítez mal durou alguns meses no comando do Everton. O clube inglês anunciou neste domingo a demissão do técnico espanhol, que foi contratado em junho de 2021 como substituto de Carlo Ancelotti. Mas há justificativas para a medida incomum no futebol europeu, conforme dados explícitos.

Rafa Benítez chegou otimista, mas foi um fiasco no Everton – Foto: Getty Images

Leia também

Real Madrid avisa que não entra em leilão por Haaland e que Mbappé vem primeiro

Por que Mikel Arteta quer Diego Costa desesperadamente no Arsenal

Publicidade

Cabem no seu time? Dez brasileiros em fim de contrato na Europa

O Everton não conseguiu decolar em nenhum momento com Rafa Benítez, que deixa a equipe em 16º lugar na Premier League, com 19 pontos. Mas há o pior: o time está a seis pontos da zona do rebaixamento, após o rastro de 5 vitórias, 4 empates e 10 derrotas deixado pelo técnico espanhol Muito mal.

A pá de cal para Benítez veio neste sábado (15), quando o Everton caiu diante do Norwich (2-1), um dos times mais fracos do campeonato inglês.

Relacionadas

Lewandowski The Best
Lisandro Martínez observa de pertoVinicius Junior, um dos melhores do Brasil, mas que desperdiçou chance com preciosismo - Foto: Daniel Jayo/Getty Images
James Rodríguez deixou o jogo contra o Liverpool lesionado

Os ‘toffees’ terão que encontrar o mais rapidamente possível uma reposição antes do jogo contra o Aston Villa, no próximo sábado (22). Segundo a Sky Sports, Roberto Martínez, Rudi Garcia, Frank Lampard, Wayne Rooney e Duncan Ferguson (assistente de Benitez) são os primeiros candidatos a suceder o madridista.

Comentários