Publicidade

Josep Maria Bartomeu pretende reduzir a folha salarial do Barcelona, diante da redução de receitas do clube. De acordo com a imprensa espanhola, o Barça teria perdido cerca de 170 milhões de euros em arrecadação, assim, estaria perdendo algo em torno de R$ 1,1 bilhão por temporada. O motivo, conforme relatos, seria a pandemia de Covid-19. Sendo assim, o presidente do Barcelona pretende reduzir a folha salarial dos funcionários do clube, inclusive dos jogadores, inclusive de Lionel Messi.

Messi Imparável, diz o site do Barcelona, homenageando seu principal jogador (Foto: Site Barcelona) Se não aceitar a redução salarial, Messi pode rescindir contrato com o Barcelona (Foto: Site Barcelona)

No entanto, a medida não pode ser tomada de forma unilateral pois, caso contrário, pode levar à maior debandada de estrelas de um clube de futebol profissional. É aí que se abre uma brecha para a eventual saída de Messi do Barcelona, ainda na atual temporada.

Leia também

Derrota para o Getafe deixa dúvidas sobre o rendimento de Messi

Publicidade

Robinho, Wesley, Dudu… relembre jogadores com histórico de violência contra a mulher

De acordo com jornal espanhol Sport, nesta quarta-feira (21) Bartomeu deve iniciar uma roda de negociações com advogados especialistas em Direito do Trabalho e com responsáveis de recursos humanos do clube catalão. O objetivo é chegar a um acordo sobre a redução de salários. Há inclusive um prazo no Barcelona para ter todas as situações definidas, sendo 5 ou 6 de novembro.

Isso de acordo com documento que já foi entregue aos funcionários do clube. A questão é que, conforme esse documento, há indícios de que o Barcelona reduza a carga salarial de forma unilateral. E é aí que se cria um problema para a direção do Barcelona. Caso Bartolomeu imponha de forma unilateral a redução de salários, jogadores como Messi e Griezmann poderão rescindir seus contratos, mas com suporte da legislação trabalhista espanhola.