Publicidade

O jornal britânico The Guardian divulgou o top 10 dos 100 melhores futebolistas em 2020. A primeira posição caiu no colo de Robert Lewandowski, atacante do Bayern. Nesta última semana ele venceu o prémio The Best, da FIFA. No segundo lugar ficou Lionel Messi, enquanto Cristiano Ronaldo amargou o terceiro lugar. “Amargou”, no caso, porque o português não está habituado a perder suas disputas.

Cristiano Ronaldo joga como poucos e por isso é pretendido por muitos Cristiano Ronaldo joga como poucos, mas o ano não foi bom – Foto: PATRICIA DE MELO MOREIRA/AFP via Getty Images)

Mas a publicação justificou a colocação de Cristiano Ronaldo.

“Pelos padrões de um dos melhores futebolistas da história, este foi um ano para esquecer. Cristiano Ronaldo venceu seu segundo Campeonato Italiano, mas isso era o mínimo que se podia esperar de um time que ganhou os últimos nove títulos. A Juventus saiu da Champions League nas oitavas de final, além disso a Bola de Ouro foi cancelada, Cristiano Ronaldo até falhou na eleição do prémio de melhor jogador da temporada na Itália. (…) Apenas três elementos do júri votaram nele como melhor jogador do ano, ao contrário dos 11 em 2019”, diz o artigo para justificar a colocação do português.

Publicidade

Kevin De Bruyne, Sadio Mané, Erling Haaland, Kylian Mbappé, Mohamed Salah, Neymar e Virgil Van Dijk completaram, por esta ordem, os primeiros 10 lugares da votação.

Leia também

Neymar fica apenas em nono no The Best Fifa. Veja!

Neymarlândia não fica pronta, mas Neymar salva o réveillon alugando mansão