Publicidade

O Chile superou a altitude e a Bolívia e continua vivo na briga por vaga para Copa do Mundo. Nesta terça-feira, em La Paz, a seleção chilena fez 3 a 2, pela 16ª rodada das Eliminatórias. Um resultado fundamental na acirrada disputa. Outro componente do jogo foi o gramado pesado e, em alguns pontos, alagado, devido à chuva. Inclusive, o duelo começou meia hora depois do previsto.

Com a vitória, o Chile pula para 19 pontos e está na sexta colocação, a dois pontos do Peru, quinto colocado (vaga para repescagem) e a três do Uruguai, quarto lugar (vaga direta).

Alexis Sánchez Bolívia Chile Alexis Sánchez brilhou para o Chile | Foto: JORGE BERNAL/AFP via Getty Images

Já a Bolívia, com 15 pontos, fica em situação delicada. Sem chances de vaga direta, a seleção boliviana precisa de milagre para ir para a repescagem – vencer os dois jogos, secar rivais e tirar diferença no saldo de gols.

Relacionadas

Vlahovic Juventus
Zidane Real Madrid

Publicidade

Na próxima rodada, em março, o Chile visita o Brasil, enquanto a Bolívia vai enfrentar, fora de casa, a Colômbia.

O agitado duelo entre Bolívia e Chile

O Chile usou a “arma” da Bolívia para abrir o placar e contou com a altitude. Aos 13 minutos, Alexis Sánchez cobrou falta. A bola pegou efeito, além de velocidade, e o goleiro Lampe não defendeu: 1 a 0.

Bolívia Chile Pouca água? Pessoal do rodo precisou trabalhar | Foto: JORGE BERNAL/AFP via Getty Images

A seleção chilena conseguia resistir bem à altitude, até que a Bolívia deu o bote na reta final da primeira etapa. Aos 36, após cobrança de escanteio, Enoumba deixou tudo igual.

Publicidade

MAIS! Barcelona desconfia de dois clubes na ‘guerra’ contra Dembélé

A Bolívia cresceu no segundo tempo, mas viu Cortés virar herói chileno. O goleiro fez quatro defesas importantes, sendo que em duas delas ainda viu a bola bater na trave e no travessão.

MAIS! Presidente da Fiorentina dispara contra Vlahovic: ‘Foi desonesto’

Publicidade

O Chile assustou com Parra, mas foi a vez de Lampe aparecer bem. O goleiro, entretanto, nada pôde fazer aos 31. Lateral-direito do Flamengo, Isla ajeitou para Núñez fazer 2 a 1.

A seleção chilena conseguiu ampliar. Aos 39, Alexis Sánchez fez jogada individual e marcou 3 a 1. A Bolívia respondeu três minutos depois. Marcelo Moreno, após cruzamento da direita, marcou e deu emoção ao jogo. Sánchez ainda acertou o travessão. A seleção boliviana buscou um abafa, mas o Chile se segurou e garantiu a vitória.

Comentários