Publicidade

O Paris Saint-Germain planejou encerrar 2020 com a renovação de contrato de todas as duas estrelas, principalmente Neymar e Mbappé. Não conseguiu até agora, no que diz respeito ao jovem atacante francês. Mbappé vem adiando inúmeras vezes as ofertas do PSG e as abordagens do diretor de futebol Leonardo Araújo. O motivo? Uma suposta transferência, sem custos, para Real Madrid.

Mbappé aborda Modric e faz a social durante o jogo: "Máximo respeito"- Foto: FRANCK FIFE/AFP via Getty Images) Mbappé aborda Modric e faz a social durante o jogo: “Máximo respeito”: futuros companheiros e Real Madrid? – Foto: FRANCK FIFE/AFP via Getty Images)

No entanto, o destino levou Barcelona e PSG a um confronto decisivo nas oitavas de final de Champions League. Esse jogo pode ser decisivo não apenas para os clubes, mas também para definir a situação de Mbappé em Paris. Vai ou fica?

Mbappé tem ambição de conquistar sua primeira Champions League. Fracassou na final do ano passado, contra o Bayern de Munique e, um novo fracasso – no caso de eliminação para o Barcelona – será emblemático. A imprensa esportiva espanhola aposta que um novo revés tiraria o jogador de Paris. O destino certo seria o Real Madrid, que vem se preparando financeiramente para um investimento de peso, que seria Mbappé. O clube espanhol tem a mesma ambição que o jogador: a Champions League.

Tem Zidane lá…

Publicidade

Assim, se o Barcelona de Messi gerar outra desilusão como a que sofreu com o Bayern, há quatro meses, a saída de Mbappé será inevitável. Ele não se sentiria moralmente obrigado a ficar e sairia de bem com a opinião pública francesa. Sem contar que ele vai se juntar a Zinedine Zidane, ídolo francês!

De acordo com o AS, da Espanha, o Real Madrid tem tudo preparado. Controlou suas finanças a ponto de considerar a contratação de Mbappé. É um contrato estratégico que também aumentaria significativamente a receita do clube, pois viria junto ao plano de inauguração do novo Bernabéu.

Mbappé mais um estádio totalmente novo é a fórmula de vitória que o Real Madrid deseja. Mas isso pode acontecer, curiosamente, por uma ajuda involuntária do Barcelona.

Leia também

Publicidade

Revolta de Guardiola, entre o ridículo e o desespero

Técnico do PSG revela quando esperar ter Neymar