Publicidade

Neymar estampa a camisa com orgulho. Sucesso de vendas (Divulgação)

A contratação de Neymar definitivamente colocou o Paris Saint-Germain no mapa para os brasileiros. Pesquisa realizada pelo Instituto Ibope, que entrevistou seis mil pessoas entre os meses de junho e agosto, colocou o PSG como o terceiro time estrangeiro na preferência dos brasileiros. Essa colocação deixa nítida a influência do jogador da Seleção Brasileira na escolha.

Barcelona e Real Madrid, nesta ordem, lideram há vários anos esta pesquisa. Mas a novidade foi mesmo o PSG, que antes figurava normalmente na décima colocação. Com a chegada de Neymar, o Ibope do PSG subiu consideravelmente e hoje ele só perde para os gigantes espanhóis.

Publicidade

Outros clubes bem colocados na preferência dos torcedores brasileiros são Juventus e Bayern de Munique, que chegaram a finais recentes de Champions League. O Chelsea também é muito lembrado.

Vale lembrar que os percentuais não foram revelados pelo instituto.

Libertadores em alta no Brasil

Sobre a competição internacional preferida pelos torcedores brasileiros a Copa Libertadores fica em primeiro lugar. O toneio, que conta com clubes do Brasil, supera a Champions League, que aparece na segunda posição e vem crescendo em interessa a cada ano.

Publicidade

Recentemente o PSG divulgou que as vendas de suas camisas no Brasil cresceram consideravelmente. Além de Neymar, existem outros brasileiros no plantel, como os zagueiros Marquinhos e Thiago Silva e o lateral-direito Daniel Alves, todos da Seleção Brasileira. Por conta disso, recentemente o PSG lançou uma camisa amarela para homenagear o bom relacionamento com os brasileiros.

LEIA MAIS

Ex-Fluminense, Richarlison está na mira de três grandes clubes da Inglaterra
Com domínio espanhol e sem brasileiros, Uefa divulga a seleção do século
Cadê o poder de reação? Flamengo venceu apenas dois jogos de virada em 2017
Atlético-GO é o primeiro rebaixado do Campeonato Brasileiro de 2017
PSG oferece fortuna para tirar Mourinho do Manchester United
Mercado do futebol se agita: veja negociações que prometem virar novela