Publicidade

A diretoria do Barcelona decidiu cobrar de Neymar cerca de 10 milhões de euros (mais de R$ 60 milhões) por conta de uma suposta diferença salarial paga a mais pelo clube espanhol no período em que o jogador atuou no Nou Camp. A informação foi divulgada pelo jornal espanhol “El Mundo”.

Neymar nos tempos de parceria com Messi, no Barcelona (Divulgação) Neymar nos tempos de parceria com Messi, no Barcelona (Divulgação)

O valor seria uma diferença referente a um erro no cálculo do imposto pago pelo jogador. Nos contratos entre clubes e grandes jogadores muitas vezes se faz um acordo para que a instituição arque com os impostos pagos pelo atleta. Ou que pelo menos ajude a bancar parte dessa despesa.

Leia também:

Embora queira renovar com o PSG, Neymar impõe algumas exigências. Confira!
“Messi comanda regime de terror no Barcelona”, diz ex-agente de Griezmann

Publicidade

Dessa maneira se faz um cálculo sobre o valor que o jogador vai pagar de imposto e se coloca um valor a mais. Entretanto o Barcelona teria calculado de maneira equivocada este valor e Neymar teria recebido então a mais cerca de 10 milhões de euros (mais de R$ 60 milhões).

Barcelona e Neymar devem travar nova batalha

Barcelona e Neymar deverão travar mais uma batalha jurídica envolvendo valores do contrato do jogador com o clube. Isso porque recentemente o atacante da Seleção Brasileira teve que pagar 6,7 milhões de euros (mais de R$ 40 milhões) para o Barcelona por conta de um erro na clausula de bônus por metas.

A postura do Barcelona, entretanto, torna cada vez mais complicada uma possível volta do jogador ao Nou Camp. O atacante deseja retornar um dia ao futebol espanhol. Assim pode acabar preferindo jogar com a camisa merengue.