Publicidade

Um novo Paulo Henrique Ganso pode estar nascendo no Fluminense. Pelo menos isso foi sentido pelos torcedores no empate por 1 a 1 com o Corinthians na tarde de domingo, pelo Campeonato Brasileiro. O jogador teve um bom desempenho, com números de certa forma surpreendente,

Ganso permaneceu em campo por quase toda a partida, uma vez que o técnico Roger Machado optou por dar descanso a Nenê. Ele só foi substituído aos 42 minutos do segundo tempo pelo volante Wellington. Seu desempenho chamou a atenção especialmente nos passes, com 78 acertos em 82 executados.

Ganso entrosado com os companheiros. Além disso com bons números (Foto: Mailson Santana/Fluminense)

Além de Ganso, Roger escalou Cazares, formando uma dupla de meias de criação. Mas o treinador explicou os motivos.

Publicidade

– A gente já havia feito isso, se não me engano na primeira semifinal do Carioca. A ideia é que, diante do cenário que nós estávamos, com o jogo mais agressivo, eles estivessem mais descansados com a bola. Quando rompíamos linha, era com jogadores se projetando. Eu queria romper essas linhas de forma mais apoiada. Essa parte do jogo aconteceu, mas em alguns momentos a gente vai precisar de um ajuste, precisa achar esse equilíbrio. Quando um tiver a bola, o outro tem que estar atrás da cortina para receber essa bola. A ideia foi essa – disse ele.

MAIS! Rodagem do elenco se explica no Fluminense

Ganso vai continuar importante por conta da maratona de jogos do Fluminense. Além disso a maratona vai continuar na próxima quarta-feira, em Volta Redonda, contra o vice-líder Athletico-PR. Sem tempo para descansar, o elenco se reapresentou nesta segunda-feira no CT Carlos Castilho e realiza seu último treino na tarde desta terça.

Relacionadas

Cazares Fluminense

Comentários