Publicidade

A Argentina não tira o pé e fez mais uma vítima nas Eliminatórias. Sem Messi, a seleção argentina venceu o Chile por 2 a 1, nesta quinta-feira, em Calama, pela 15ª rodada.

Messi não foi convocado por Scaloni. Ele se recuperou recentemente da Covid-19 e voltou a jogar pelo PSG. Como a Argentina já está classificada para Copa do Mundo, o astro ganhou “folga”.

Di María Chile Argentina Eliminatórias Di María fez golaço para a Argentina | Foto: Conmebol / Divulgação

Com a vitória, a Argentina agora tem 32 pontos nas Eliminatórias, quatro a menos do que o Brasil, que lidera o torneio. A seleção argentina se mantém invicta, com nove vitórias e cinco empates.

Relacionadas

Suárez Uruguai Paraguai
Vinicius Júnior Equador Brasil
Taremi Irã

Publicidade

Já o Chile vê a pressão aumentar – ocupa a sétima colocação, com 16 pontos. Faltam apenas três jogos para o fim das Eliminatórias. Na próxima rodada, o Chile vai visitar a Bolívia, nesta terça-feira, às 17h (de Brasília). A Argentina, por sua vez, recebe a Colômbia, terça, às 20h30 (de Brasília).

MAIS! Manchester City já pensa em valores a oferecer para Dybala

No duelo com Chile, Di María fez um golaço e abriu o placar para a Argentina. Ele se livrou da marcação e chutou colocado, com categoria. Brereton deixou tudo igual. Ainda no primeiro tempo, Lautaro Martínez aproveitou rebote e fez 2 a 1.

Publicidade

MAIS! Real Madrid entra em ação por ‘sombra de Casemiro’

O Chile, apesar da luta no segundo tempo, não conseguiu chegar ao empate. A Argentina segurou a vitória.

Comentários