Publicidade

A seleção do século da Uefa tem sotaque espanhol. A entidade revelou nesta segunda-feira um supertime em que levou em conta as participações dos atletas em cada seleção desde 2001. A Espanha domina a equipe com seis atletas. O Brasil ficou fora, sem um único jogador no time.

A seleção do século da Uefa: um time de respeito | Foto: Divulgação Uefa

A equipe é formada por Casillas; Sergio Ramos, Piqué, Puyol e Lahm; Gerrard, Xavi e Iniesta; Cristiano Ronaldo, Messi e Henry. A dupla Barcelona e Real Madrid dominou a seleção, com oito jogadores ao todo, sendo cinco do Barça e três do Real. Este supertime é um “aquecimento” antes de a Uefa divulgar a seleção deste ano.

Uma seleção de respeito

A entidade, para elaborar o time do século, escolheu os atletas que mais estiveram em seleções em cada temporada. O destaque é Cristiano Ronaldo, com 11 aparições de 2001 para cá. Messi tem oito. Casillas, Sergio Ramos, Puyol e Iniesta apareceram no time do ano em seis ocasiões, enquanto Piqué, Lahm, Xavi e Henry em cinco. Gerrard foi eleito três vezes.

Publicidade

LEIA MAIS

No Dia Nacional da Consciência Negra um exemplo que vem de fora
Diego ultrapassa Guerrero e vira o artilheiro do Flamengo na Ilha do Urubu
Ex-Fluminense, Richarlison está na mira de três gigantes da Inglaterra
Adriano dá a letra para o Flamengo: ‘Não precisa me pagar. Eu faço por amor’
Cadê o poder de reação? Flamengo venceu apenas dois jogos de virada em 2017
Atlético-GO é o primeiro rebaixado do Campeonato Brasileiro de 2017
PSG oferece fortuna para tirar Mourinho do Manchester United
Mercado do futebol se agita: veja negociações que prometem virar novela
Neymar abandona mansão na França por questão de segurança
Quanto vai custar a eliminação da Itália da Copa do Mundo