Publicidade

Jogando no Estádio Metropolitano, em Barranquilla, a Colômbia não teve muito trabalho para vencer o Chile por 3 a 1 na noite desta quinta-feira pela oitava rodada das Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2022, que vai ser disputada no Catar.

Com o resultado os colombianos chegaram aos 13 pontos e se consolidaram na zona de repescagem. Os anfitriões têm os mesmos 13 pontos do Equador, que fecha o G-4. Mas os equatorianos levam vantagem nos critérios de desempate. Assim hoje jogariam a Copa do Mundo. Mas tem muita água para rolar.

Borja desloca o goleiro chileno. Assim ajudou a Colômbia a ganhar. Mas e o Chile? (Foto: FCF)

Quem vive um drama é o Chile. O time está estacionado com sete pontos e agora vê a distância para a zona de repescagem aumentar para seis pontos. Os chilenos correm sério risco de ficarem de fora do Mundial pela segunda edição seguida.

Publicidade

MAIS! Copa do Mundo de dois em dois anos vai dar polêmica

A Colômbia dominou o primeiro tempo e abriu o placar aos 17 minutos. Luis Díaz recebeu na esquerda, dentro da área, driblou para tentar o chute e foi calçado por Paulo Diaz. Pênalti que Borja bateu sem chances para Bravo. Assim os colombianos ficaram em vantagem.

A seleção chilena ainda se recuperava do golpe quando a Colômbia ampliou dois minutos depois. Borja recebeu lançamento no meio-de-campo, avançou livre após ganhar na velocidade e deslocou o goleiro visitante.

Colômbia impediu reação chilena

Publicidade

O Chile voltou pressionando para o segundo tempo e conseguiu descontar aos dez minutos. Núñez chutou, Ospina espalmou e a bola se ofereceu para Pulgar. Ele cruzou de trivela e Meneses cabeceou para o fundo da rede. Mas a reação não veio pois aos 28 minutos Luis Díaz, aproveitando assistência de Roger Martínez, decretou o triunfo colombiano.

Relacionadas

Franck Kessié Milan
Theo Hernández Milan

As Eliminatórias agora voltam em outubro. A Colômbia vai tentar se impor jogando em Montevidéu, diante do Uruguai. Já os chilenos tentam reencontrar a vitória longe de casa, em Lima, contra o Peru. Mas a tarefa será complicada. Entretanto os chilenos acreditam.

Comentários