Publicidade

O Borussia Dortmund vai ao ataque para tentar manter Haaland por mais tempo na Alemanha. Embora reconheça que se trata de uma missão difícil, o clube prepara uma cartada. Segundo o “Bild”, o Dortmund vai fazer um esforço econômico para buscar assegurar a permanência do craque até pelo menos 2023.

A ideia é quase que dobrar o salário de Haaland, de 8 milhões de euros (R$ 50,7 milhões) para 15 milhões de euros (R$ 95 milhões) por temporada. Além disso, o Dortmund aposta na identificação do jogador com o clube e com a torcida alemã.

Haaland Borussia Dortmund Dortmund tenta cartada para segurar Haaland | Foto: Matthias Hangst/Getty Images

Outra alternativa é contar com o apoio da Puma, fornecedora de material do clube. O contrato de Haaland com a Nike termina no início de 2022. O Dortmund pode costurar uma ajuda da Puma para apoiar a permanência do craque na Alemanha.

Relacionadas

Neymar e PSG
Koeman Barcelona

Publicidade

Sendo assim, o Borussia Dortmund começa a se movimentar para, pelo menos tentar, que Haaland fique por mais tempo na Alemanha. O clube bateu o pé na última janela e cumpriu a palavra de não vendê-lo. Entretanto, a situação para 2022 é diferente.

Tem jogo! Barcelona seduz craque do Manchester City

Segundo a imprensa europeia, há um acordo verbal entre Dortmund e Haaland para que a venda do craque seja facilitada em 2022. O valor é uma “pechincha” diante do potencial do centroavante: 75 milhões de euros (R$ 475,3 milhões).

Publicidade

O Dortmund sabe que a lista de interessados em Haaland é pesada, com destaque para Real Madrid, Manchester United, Manchester City e PSG. De qualquer maneira, vai se esforçar para mantê-lo por mais tempo na Alemanha.

Comentários