Publicidade

Até então era apenas uma especulação. Mas nesta sexta-feira o Boca Juniors admitiu que abriu negociações para contratar o artilheiro uruguaio Edinson Cavani. O jogador tem contrato com o Manchester United somente até junho. Apesar de ter ficado no banco de reservas em algumas situações, o atleta voltou a ser titular e agora os Diabos Vermelho querem que ele renove o compromisso por mais uma temporada. Assim Cavani terá que escolher entre dinheiro ou família.

Cavani vive excelente fase no Manchester United, mas sonha defender o Boca Juniors - Foto: Imago Images Cavani vive excelente fase no Manchester United, mas sonha defender o Boca Juniors (Foto: Imago )

Cavani sabe que não vai ganhar no Boca Juniors o que recebe no Manchester United. Assim teria que abrir mão de dinheiro para voltar ao futebol sul-americano. Mas o que pesa em favor dos argentinos é a família. O jogador vai ser pai e pretende morar perto do Uruguai.

LEIA MAIS! Fim da linha? Marcelo está na lista de negociáveis do Real Madrid

Publicidade

Diretor de futebol do Boca Juniors, Jorge Bermúdez conversou com a “Rádio Mitre” e revelou o interesse.

– Vejo que é possível que Cavani venha para Boca. Os seres humanos têm princípios e às vezes o tema da família é forte. Assim espero que uma grande parte dessa decisão final venha a levar em consideração justamente ficar perto da sua família. Vamos tentar fazer tudo ao nosso alcance para que o elenco tenha o nível para poder competir ao máximo. Cavani é um grande jogador – disse ele.

Boca Juniors se mostra otimista

O dirigente está confiante.

Publicidade

– O bom é que todos os jogadores do mundo declaram que querem vir. Acho que Cavani sabe que o Boca deixou claro que ele é amado e respeitado aqui, e que seria um prazer tê-lo com a camisa do Boca, mas há muito que depende dele – disse Bermúdez.

LEIA MAIS! Liverpool quer reforços pontuais e Firmino pode liderar barca

Cavani tem 34 anos e foi revelado nas categorias de base do Danúbio do Uruguai. Em 2007 o Palermo o contratou e lá ele atuou por três temporadas, chamando a atenção do Napoli. Vestiu a camisa napolitana entre 2010 e 2013. Neste ano foi para o maior desafio de sua carreira: o PSG. Virou ídolo no clube da capital francesa. Em 2020 aceitou convite para experimentar a Premier League pelo Manchester United. Além disso defende a seleção uruguaia desde 2008, tendo disputado três Copas do Mundo.

Publicidade

MAIS! Barcelona mostra otimismo sobre permanência de Messi