Publicidade

Diego Armando Maradona conversou com o Clarín em entrevista por seu 60º aniversário e se referiu à polêmica entre Messi e Barcelona. Quando Messi pediu para deixar o clube catalão, já se sabia que a relação com o jogador não era das melhores. Assim, Maradona explicou que já tinha a sensação de que Messi não se sentia confortável do jeito que as coisas iam na equipe.

Maradona era um técnico inquieto (Foto: Arquivo Conmebol) Maradona, então técnico da Argentina, com Lionel Messi (Foto: Arquivo Conmebol)

Hoje técnico, ele lembrou das duas temporadas que teve no mesmo Barcelona, embora como jogador.

“Eu sabia que ia acabar mal e pensei que o Leo (Messi) logo acabaria fora do clube. Aconteceu comigo também”, disse.

Publicidade

“O Barcelona não é um clube fácil. Messi está lá há muitos anos e eles não o trataram como merecia. Ele deu tudo ao Barcelona, levou o clube ao topo e um dia quis sair para mudar o ar e  lhe disseram não” , completou Maradona.

Dois craques argentinos que já estão na história do futebol mundial (Foto: AFA)

Leia também

Neymar completa o equivalente a um ano fora do PSG por lesão. entenda!

Maradona 60 anos: 10 fatos curiosos e desconhecidos sobre o craque

Publicidade

Diego comparou os problemas de Messi no Barcelona a algo parecido que viveu também no Napoli.

“O que acontece é que bater a porta não é fácil, pois existe um contrato, um clube muito grande, as pessoas que te amam…”.

Maradona já havia falado há poucos dias com a  France Football sobre o  episódio com o presidente do Napoli:

Publicidade

“O Marselha me contatou, dobrando meu salário. Eu estava no Napoli e disse ao presidente, Corrado Ferlaino, para me deixar ir. Ele me garantiu que, se ganhássemos a UEFA, ele me deixaria sair. No dia em que vencemos, fui ao escritório dele e disse-lhe que estava saindo, mas ele recuou e não me deixou partir”, completou o ex-jogador, que fez 60 anos nesta sexta-feira (30).