Publicidade

O Manchester United está definitivamente fora de qualquer discussão que envolva a Superliga. Mas ainda ecoa o caos causado pela fracassada iniciativa europeia, de criar um supercampeonato com a elite dos clubes dos principais países do continente. Entretanto, na Inglaterra a reação foi mais forte, aparentemente.

Torcedores do Manchester United protestam e invadem o Old Trafford: não à Superliga - Foto: Imago Torcedores do Manchester United protestam e invadem o Old Trafford: não à Superliga – Foto: Imago

Assim, um grupo de torcedores do Manchester United protestou junto ao Hotel Lwry, em Manchester na última sexta-feira (30). O elenco estava concentrado lá, antes do jogo diante do Liverpool. Os torcedores acenderam tochas no local em protesto contra os proprietários dos red devils, descontentes sobretudo com a adesão do clube na Superliga Europeia.

Dirigentes na berlinda

A tempestade passou, mas torcedores agora exigem o afastamento da diretoria, em razão do posicionamento em relação à Superliga. O descontentamento estendeu-se depois a Old Trafford, sendo que algumas dezenas invadiram o gramado. “Temos que nos unir agora … Temos que parar com isso, é absolutamente condenável”, diziam os cartazes, em linguagem tipicamente inglesa.

Relacionadas

Cavani Manchester United
Neymar PSG City

Publicidade

O vice-presidente executivo do Manchester United, Ed Woodward, no entanto, veio a público reforçar o novo posicionamento do clube.

“Queremos reforçar o nosso compromisso para com essas tradições. Posso assegurar-vos que aprendemos a nossa lição com os incidentes da última semana e não procuramos fazer renascer, de qualquer maneira, os planos da Superliga”, garantiu.

Comentários