Publicidade

O calendário do futebol brasileiro foi tema na coletiva de Tite. O assunto está em evidência em função dos desfalques que a Seleção Brasileira impõe aos clubes. Como o Brasileirão não para na Data-Fifa, os times são obrigados a entrar em campo sem os jogadores convocados. Neste sentido, o Flamengo é o mais prejudicado, por não contar com Everton Ribeiro e Gabigol, enquanto o Palmeiras fica sem Weverton, o Atlético-MG não vai ter Guilherme Arana e o Internacional não tem Edenílson à disposição.

Tite passou a bola para a CBF e se concentra no trabalho de campo à frente da Seleção Brasileira e nos jogos pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo.

Tite Tite tenta fugir da polêmica | Foto: Lucas Figueiredo / CBF / Divulgação

– A gente tem uma responsabilidade de muitos aspectos dentro do nosso trabalho. É de organização, resultado, desempenho, convocação… outros aspectos não são nossos. São importantes, devem ser levados em consideração, mas a instituição falará a respeito. Vamos procurar fazer o melhor possível. Decisões agradam alguns, desagradam alguns, mas será feita a nossa convicção – declarou Tite, nesta quarta-feira.

Relacionadas

Casemiro Brasil x Venezuela

Publicidade

Auxiliar de Tite, César Sampaio também abordou o assunto.

– Entendo também que os clubes acabam sendo prejudicados em momentos importantes da competição. Temos sido coerentes, procurado adequar. É difícil para todos. Neste momento o foco é 100% na Venezuela – afirmou.

A Seleção Brasileira tenta deixar a polêmica de lado e foca no próximo compromisso pelas Eliminatórias. Nesta quinta-feira, o Brasil enfrenta a Venezuela, fora de casa, às 20h30 (horário de Brasília). Tite confirmou o time titular, com Alisson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva, Guilherme Arana; Fabinho, Gerson, Everton Ribeiro e Lucas Paquetá; Gabriel Jesus e Gabigol. Neymar está suspenso.

Comentários