Publicidade

 

Diguinho acertou esta semana com o São Paulo para jogar o Gaúchão (Divulgação) Diguinho acertou esta semana com o São Paulo para jogar o Gaúchão (Divulgação)

Veteranos famosos e times pequenos. Uma combinação que se repete todo começo de ano, quando os clubes de menor investimento apostam em jogadores de grande nome para fazerem bonito nos campeonatos estaduais. E 2018 não foge à regra. Um exemplo disso é o volante Diguinho, que já rodou Botafogo, Fluminense e Vasco e que agora, aos 34 anos, aceitou o desafio de defender o São Paulo no Campeonato Gaúcho.

O volante, que acumula polêmicas extra-campo, não é exceção. E muito menos o Campeonato Gaúcho. Isso porque outros estados apostam na velha fórmula. No Campeonato Paulista, por exemplo, Magno Alves, o Magnata, no auge dos seus 42 anos, vai defender as cores do Novooriozontino. Já o São Bento aposta suas fichas no lateral-esquerdo Marcelo Cordeiro, campeão carioca pelo Botafogo em 2010 e que exibe boa forma com 36 anos.

Publicidade

Leia também

Abidal e o câncer: ‘Messi pediu para não enviar vídeos’
As metas para Philippe Coutinho engordar a conta do Liverpool
Torcida do San Lorenzo faz plágio de Nego do Borel e Anitta
Philippe Coutinho, Ronaldo… veja craques que a Inter de Milão deixou escapar

Elenco 1981 x 2018: a pedreira que Carpegiani vai encarar no Flamengo
Flamengo vai para o 12º técnico na era Bandeira de Mello

O xerifão Domingos, que brilhou na defesa do Santos e hoje tem 32 anos, foi anunciado pelo Santo André. E olha que ele é bem mais jovem que o lateral-esquerdo Lúcio, que chega ao Taboão da Serra para mostrar que ainda tem futebol mesmo com 38 anos.

Carioca é paraíso de veteranos

Publicidade

O fato de ser um dos estaduais mais importantes do Brasil torna o Carioca um paraíso para veteranos. Um exemplo disso é que a dupla campeã do Mundial Sub-17 de 1999 pela Seleção Brasileira será a esperança do Madureira. Revelados pelo próprio Tricolor Suburbano, o meia Léo Lima e o atacante Souza Caveirão vão disputar o Estadual pelo simpático clube de Conselheiro Galvão.

– O Madureira é um clube que sempre revelou grandes jogadores e sempre me sinto honrado em vestir essa camisa – disse Souza, que dentre outros clubes defendeu Flamengo, Vasco e Bahia.

Souza Caveirão fará dupla com Léo Lima no Madureira (Divulgação) Souza Caveirão fará dupla com Léo Lima no Madureira (Divulgação)

A Cabofriense também terá seu veterano de 35 anos. Trata-se de Cláudio Pitbull, que terá a missão de jogar pelo clube de Cabo Frio. Ainda na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, o Boavista contratou o lateral-esquerdo Julio Cesar, que tem 35 anos e já vestiu a camisa dos quatro grandes clubes do Rio de Janeiro. Outro reforço do time foi Leandrão, de 34 anos, ex-Botafogo, Inter e Vasco. O Resende, por sua vez, vai de Rodrigo Souto. O volante, de 34 anos, defendeu, por exemplo, Santos e Botafogo.

Publicidade

O Campeonato Mineiro também tem veterano. Um deles é o goleiro Felipe, que jogou por Corinthians e Flamengo e agora vai defender o Uberlândia.

– O jogador com nome escolhe o projeto. E o que me foi apresentado aqui me agradou. É algo para fazer o clube crescer – explicou o goleiro.

Brasiliense repete a fórmula

Souza jogará no Brasiliense, paraíso dos vateranos (Reprodução Youtube) Souza jogará no Brasiliense, paraíso dos veteranos (Reprodução Youtube)

Famoso por apostar em veteranos, o Brasiliense também não fugiu às origens. O time terá em seue elenco no Campeonato Candangão o meia Souza, ex-São Paulo e conhecido pelas polêmicas com Vampeta, e o atacante Reinaldo, que dentre outros clubes jogou por Flamengo e Botafogo. Um pouco mais jovem, mas também reforçando o Jacaré, aparece o lateral-direito Cicinho, de 37 anos, que jogou pela Seleção Brasileira e pelo São Paulo.

Publicidade

Quem vai dar as caras no Rio Verde, de Goiás, é o atacante Jean. Ele ficou famoso jogando com as camisas de Flamengo e de Vasco. O veterano tem 35 anos.

Com 34 anos, Alan Bahia é um dos veteranos que vai desfilar seu futebol no Nordeste. Ele disputará o Campeonato Baiano pelo Vitória da Conquista. Um garotinho perto de Marcelinho Paraíba, que tem 42 anos e quer ser campeão paraíbano pelo Treze. Vamos ver quem vai brilhar nos Estaduais e até mesmo sonhar com uma sobrevida em algum time grande durante o Brasileirão?