Publicidade

A tradição religiosa indica que o Sábado de Aleluia é o dia de “malhar o Judas”. Na “adaptação” para a tradição do futebol brasileiro, é aquela “bronca” do jogador que traiu o “coração” de muitos torcedores. Pronto. É a configuração para ser tachado de “mercenário”, “traidor”, virar persona non grata e tudo o mais.

LEIA MAIS! Matheus Babi aprova proposta do Flu e destino depende do Serra Macaense

Quem não lembra da bronca da torcida do Grêmio com Ronaldinho Gaúcho, em 2011? E quando Ronaldo, que treinava no Flamengo, foi para o Corinthians? A torcida do Timão, depois, viu Guerrero ir para o Rubro-Negro.

Relembre ‘traidores’ do futebol brasileiro

Ricardinho

Publicidade

Um caso “emblemático”. Ídolo e multicampeão pelo Corinthians, Ricardinho foi para o São Paulo, em 2002. A negociação deu o que falar. A Fiel ficou na bronca.

Ricardinho São Paulo futebol brasileiro Ricardinho com Gabriel na época de São Paulo | Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net / Divulgação

Leandro Amaral

O atacante brigou para deixar o Vasco e ir para o Fluminense. O Gigante da Colina anulou o recurso de Leandro Amaral, que teve de voltar para o clube em 2008. No ano seguinte, ele saiu do Vasco e foi para o Tricolor. A bronca foi grande.

futebol brasileiro Caso Leandro Amaral foi parar na Justiça | Foto: Photocamera

Ronaldo

Após deixar o Milan, o Fenômeno passou a treinar no Flamengo, para se recuperar de cirurgia. Ronaldo dava indícios de que defenderia o Rubro-Negro, mas foi para o Corinthians. A torcida do Fla passou a pegar no pé do ex-atacante.

Ronaldo Corinthians x Flamengo Torcida do Flamengo passou a hostilizar Ronaldo | Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Ronaldinho Gaúcho

Publicidade

O Grêmio chegou a colocar caixas de som no Olímpico, para a festa para Ronaldinho. Porém, R-10 virou “Mengão”, como declarou na apresentação. A torcida gremista não perdoou.

Ronaldinho Flamengo Torcida do Grêmio ficou na bronca com R-10 | Foto: Alexandre Vidal / Flamengo / Divulgação

Ganso

Revelado pelo Santos, o meia brilhou ao lado de Neymar e foi campeão da Libertadores. Ganso trocou o Peixe pelo São Paulo, em 2012. A torcida santista sempre hostiliza Ganso quando ele pisa na Vila Belmiro.

Ganso São Paulo Ida de Ganso para o São Paulo deu o que falar | Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net / Divulgação

Alan Kardec

A boa fase no Palmeiras indicava uma permanência no clube, mas uma reviravolta, com participação decisiva do próprio atacante, levou Alan Kardec para o São Paulo, em 2014.

futebol brasileiro Alan Kardec se destacou no Palmeiras e foi para o São Paulo | Foto: Divulgação

Guerrero

Publicidade

Ídolo do Corinthians e autor do gol do título do Mundial, o peruano chegou a declarar que, no Brasil, só atuaria pelo Timão. Porém, ele não renovou com clube paulista e foi para o Flamengo, em 2015.

Guerrero na chegada ao Flamengo | Foto: Divulgação Flamengo

Willian Arão

O volante se destacou pelo Botafogo em 2015. O Fogão fez de tudo para manter Arão, mas o volante preferiu ir para o Flamengo, em 2016. O jogador chegou a devolver o depósito realizado pelo Botafogo. O caso foi parar na Justiça. Desde então, Willian Arão é hostilizado pela torcida alvinegra.

Willian Arão Flamengo Willian Arão está no Fla desde 2016 | Foto: Alexandre Vidal / Flamengo / Divulgação

Fred

A contratação do artilheiro pelo Atlético-MG, em 2016, causou impacto no futebol brasileiro, devido a ligação do centroavante com o Cruzeiro. Dois anos depois, Fred voltou para a Raposa. Até hoje, o Galo briga na Justiça contra o atacante para receber uma multa que estava prevista no contrato.

Fred marcou, mas o Atlético-MG perdeu para o Santos (Foto: Bruno Cantini/Divulgação) Fred na época de Galo (Foto: Bruno Cantini/Divulgação)

Conca

Publicidade

Ídolo do Fluminense, Conca deixou muito tricolor na bronca ao acertar com o Flamengo, em 2017. Ele pouco jogou pelo Rubro-Negro.

futebol brasileiro Conca pouco jogou pelo Flamengo | Reprodução YouTube