Publicidade

Um confronto com cara de decisão. É o contexto de Flamengo x Atlético-MG, neste sábado, pela 29ª rodada do Brasileirão. O líder Galo tem a chance de abrir de vez em relação ao rival, enquanto o clube carioca tem uma oportunidade de encurtar a diferença e ganhar fôlego na briga pelo tricampeonato consecutivo.

Com a derrota no Fla-Flu, o duelo com o Galo ganha ainda importância para o Flamengo e tem um significado de sobrevivência. Um tropeço no Maracanã pode representar o fim do sonho do tri. Agora, a diferença para o Atlético-MG é de 13 pontos. O clube carioca tem dois jogos a menos.

Galeria de Fotos

Para o Galo, uma vitória seria tirar um rival de peso na briga e dar mais um passo decisivo rumo ao título. Na era dos pontos corridos, muitas vezes a reta final reservou um confronto direto entre o líder e um concorrente direto.

Bruno Henrique Atlético-MG x Flamengo Flamengo e Atlético-MG voltam a se encontrar | Foto: Alexandre Vidal / Flamengo / Divulgação

Duelos decisivos na reta final do Brasileirão

Publicidade

No último Brasileiro, o duelo entre o Flamengo e o Internacional, então líder, no Maracanã, pela 37ª rodada, foi decisivo. O Fla virou para cima do Colorado, gols de Arrascaeta e Gabigol, e assumiu a ponta. Na rodada final, os dois clubes não venceram e o Flamengo soltou o grito de campeão no Morumbi.

Relacionadas

Tite

No Brasileiro de 2018, o Flamengo teve chance de se aproximar do líder Palmeiras. Na 30ª rodada, o clube paulista chegou ao Maracanã com quatro pontos de frente. A vantagem se manteve após o empate por 1 a 1.

Flamengo x Palmeiras 2018 Palmeiras segurou o Flamengo | Foto: Gilvan de Souza / Flamengo / Divulgação

Em 2017, o Corinthians deu prova de força e mostrou que caminharia rumo ao título brasileiro no clássico com o Palmeiras, pela 31ª rodada. A vitória do líder Timão por 3 a 2 abriu caminho para levantar a taça.

Publicidade

O Corinthians de Tite, em 2015, deu um enorme passo rumo ao título no confronto direto contra o Atlético-MG, vice-líder, no Independência. O Timão fez 3 a 0 em Belo Horizonte e abriu 11 pontos de frente sobre o clube mineiro.

Jorge Jesus dançando de cuecas: os memes e a repercussão da derrota do Flamengo

Líder x vice-líder na reta final do Brasileirão

Em 2012, o líder Fluminense visitou o segundo colocado Atlético-MG, pela 32ª rodada. O Galo levou a melhor – venceu por 3 a 2 – e diminuiu para seis pontos a diferença para os cariocas. Entretanto, o Fluzão logo se recuperou e garantiu o título brasileiro.

Fred Fred brilhou no título brasileiro de 2012 | Foto: Fluminense / Divulgação

Publicidade

No Brasileiro de 2011, o então líder Vasco, na 27ª rodada, empatou com segundo colocado Corinthians, em São Januário. Na rodada seguinte, o Timão pulou para a liderança. O Gigante da Colina retomou a ponta na 31ª rodada. Entretanto, por apenas uma rodada. O clube paulista recuperou o posto e caminhou para o título.

Em 2010, o então vice-líder Cruzeiro deu o bote para cima do líder Fluminense e assumiu a ponta, após vencer o duelo direto pela 29ª rodada. Contudo, o Fluzão recuperou o posto logo na sequência. Apesar do susto na 35ª rodada, quando o Corinthians pulou para o primeiro lugar, o clube carioca deu a volta por cima na jornada seguinte e foi para o título.

Já em 2005 o duelo entre líder e vice-líder foi cercado de polêmica. Primeiro colocado, com três pontos a mais, o Corinthians recebeu o Internacional, no Pacaembu, pela 40ª rodada. Na ocasião, o Brasileiro teve 22 times. Ou seja, 42 rodadas. O empate por 1 a 1 aproximou o Timão do título. A bronca colorada foi no segundo tempo. Tinga sofreu pênalti do goleiro Fábio Costa. Entretanto, o árbitro Márcio Resende de Freitas não deu e ainda puniu o volante por simulação. Como já tinha amarelo, foi expulso.

Comentários