Publicidade

Se o Brasileirão começasse hoje, teria cinco técnicos estreantes na maior competição da elite do futebol no país. Além daqueles que vieram da Série B, mantendo seus vitoriosos técnicos, clubes que já estavam na Série A também investiram em “novatos”.

Confira a lista com cinco nomes que, salvo algum eventual tropeço, vão estrear na elite do Brasileirão neste ano.

Felipe Conceição – Botafogo

Felipe Conceição, técnico do Botafogo (Foto: Divulgação Botafogo)

Publicidade

O Botafogo vai repetir a fórmula utilizada em 2017, apostando em treinador formado na casa. Depois de Jair Ventura, chegou a hora de Felipe Conceição. Ele foi jogador do clube, na década de 1990, conhecido como Felipe “Tigrão”.

Odair Hellmann – Internacional

Odair Hellmann, técnico do Internacional (Divulgação Internacional)

Formou-se jogador no próprio Internacional, mas atuou por outros clubes, como o Fluminense. Como trinador, atuou como assistente no juvenil e no Sub-20. Passou para a equipe técnica profissional em 2013, trabalhando com Dunga, Abel Braga e Diego Aguirre, entre outros. Fez parte da comissão técnica da Seleção Brasileira nas Olimpíadas Rio-2016, na campanha do inédito ouro.

Publicidade

Leia também

Futebol carioca está na lanterninha do mercado da bola
Leandro Carvalho reforça a lista de paraenses do Botafogo
Barcelona faz lista com sete desafios para Messi em 2018
Jornal divulga metas para Cristiano Ronaldo em 2018
Quem vingou? Como andam os destaques do último título do Flamengo na Copinha
Arsène Wenger supera Ferguson e vira recordista na Premier League

Fernando Diniz – Atlético Paranaense

Fernando Diniz vai dirigir o Atlético Paranaense em 2018 (Foto: Divulgação Guarani)

Publicidade

O Atlético Paranaense desistiu de esperar por Clarence Seedorf e recorreu ao interior paulista. Foi assim que Fernando Diniz fechou com o Furacão. Em Campinas, a diretoria do Guarani anunciou a saída do treinador, que comandará pela primeira vez um time na Série A.

Wagner Lopes – Paraná Clube

Wagner Lopes já treinou o Goiás, mas vai comandar o Paraná Clube em 2018 (Divulgação Goiás)

Quando jogador, atuava no ataque. Virou treinador e foi buscar espaço no futebol japonês, país em que inclusive se naturalizou. Tem passagem pelo Goiás, na Copa do Brasil. Agora, Wagner Lopes será o treinador do Paraná Clube na temporada que se inicia. O feito marca o retorno do clube à Série A do Brasileirão após 10 anos fora da elite.

Marcelo Chamusca – Ceará

Publicidade

Marcelo Chamusca, técnico do Ceará (Divulgação Ceará)

Quando jogador, atuava como volante. É irmão do também treinador Péricles Chamusca. Fechou o Brasileirão Série B em terceiro lugar, comandando o Ceará. Foi mantido no cargo.