Publicidade

Cano voltou e salvou o Vasco. Recuperado da Covid-19, o atacante argentino mostrou por que é a principal esperança do Gigante da Colina na briga contra o rebaixamento no Brasileiro. Neste domingo, ele fez o gol de empate, aos 46 minutos do segundo tempo, com o Fluminense: 1 a 1, em São Januário.

Vasco x Fluminense Vasco arranca empate no fim contra o Fluminense | Foto: Lucas Merçon / Fluminense / Divulgação

O Fluminense pagou caro pela atuação ruim no segundo tempo. O Tricolor tentou administrar o resultado e não conseguiu mais jogar. As substituições não surtiram efeito. A “era Marcão” começa com um empate amargo e a chance desperdiçada de entrar no G-4.

Já o Vasco ganha esperança na luta contra o Z-4 e sabe que Cano é fundamental, mas continua pressionado. O Gigante da Colina é o 17º colocado, com 25 pontos, três a menos do que o Bahia, primeiro time fora da zona do rebaixamento. O clube carioca tem um jogo a menos.

Publicidade

O Fluminense sentiu o gosto de G-4, mas termina o clássico frustrado. O Tricolor está na 7ª colocação, com 40 pontos.

Na próxima rodada do Brasileiro, o Vasco recebe o Santos, domingo, às 16h, em São Januário. Já o Fluminense visita o Atlético-GO, nesta quarta-feira, às 21h30, em Goiânia.

Fluminense é superior ao Vasco no primeiro tempo

O técnico Ricardo Sá Pinto desfez o esquema com três zagueiros e também promoveu a entrada de Jadson na zaga ao lado de Leandro Castán. Além disso, no ataque, colocou Vinícius no lugar de Talles Magno. Cano, recuperado da Covid-19, voltou ao time titular.

Publicidade

Marcão já havia avisado que daria continuidade ao trabalho de Odair Hellmann, que deixou o Fluminense. Em relação ao último jogo, Igor Julião entrou no lugar de Calegari, que está com a Seleção Brasileira Sub-20, e Yuri ficou com a vaga do lesionado Martinelli.

O Fluminense não demorou a levar perigo em São Januário. Aos seis minutos, Wellignton Silva cabeceou para fora, após cruzamento da direita. O Tricolor logo deu o bote e abriu o placar. Igor Julião cruzou para área e Egídio bateu cruzado. Leandro Castán cortou mal e a bola sobrou para Wellington Silva. Livre, ele teve tranquilidade para colocar no canto de Fernando Miguel: 1 a 0, aos nove minutos.

Wellington Silva Fluminense x Vasco Wellington Silva marcou para o Fluminense | Foto: Lucas Merçon / Fluminense / Divulgação

O Vasco passou a atacar mais. Porém, encontrava dificuldade para criar e quase levou o segundo em contra-ataque. Nenê lançou Michel Araújo, que invadiu a área, mas foi abafado por Fernando Miguel, que fez importante defesa.

Publicidade

Cano tentava da maneira que dava no ataque do Vasco. Até mesmo roubar bola e arrancar pelo meio, mas a finalização saiu sem força, para defesa tranquila de Marcos Felipe. O goleiro tricolor apareceu bem na sequência. Neto Borges avançou pela esquerda e chutou. Marcos Felipe deu rebote e a bola sobrou para o lateral-esquerdo vascaíno, que parou novamente em Marcos Felipe.

Cano salva o Vasco nos acréscimos

Marcão precisou fazer uma mudança logo no começo do segundo tempo. Hudson sentiu e deu lugar a Yago. Sá Pinto também teve de mudar. Neto Borges foi substituído por Henrique. O técnico português promoveu mais duas mudanças. Carlinhos e Talles Magno entraram. Marcos Júnior e Gustavo Torres deixaram o gramado.

E Talles Magno quase empatou. Ele dominou fora da área e bateu com categoria, mas acertou o travessão. Depois, isolou em chute dentro da área.

Publicidade

O Fluminense administrava o resultado e não conseguia jogar. E pagou caro por isso.

O Vasco insistiu e chegou ao empate. Leonardo Gil cruzou para área, Cano dominou e empatou aos 46 minutos do segundo tempo.

Cano Vasco Cano salvou o Vasco em São Januário | Foto: Reprodução TV

FICHA TÉCNICA

VASCO 1X1 FLUMINENSE

Publicidade

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data: Domingo, 13/12/2020
Horário: 20h30 (Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (PR) e Sidmar dos Santos Meurer (PR)
VAR: Braulio da Silva Machado (SC)
Cartões amarelos: Jadson, Ricardo Sá Pinto, Gustavo Torres, Neto Borges, Léo Matos, Leonardo Gil e Talles Magno (Vasco) e Wellington Silva e Yago (Fluminense)
Cartão vermelho: –
Gols:
Vasco: Cano, aos 46′ do 2ºT
Fluminense: Wellington Silva, aos 9′ do 1ºT

VASCO: Fernando Miguel; Léo Matos, Jadson, Leandro Castán e Neto Borges (Henrique); Marcos Júnior (Carlinhos), Leonardo Gil e Benítez; Vinícius (Ribamar), Gustavo Torres (Talles Magno) e Germán Cano; Técnico: Ricardo Sá Pinto.

FLUMINENSE: Marcos Felipe; Igor Julião, Luccas Claro, Matheus Ferraz e Egídio; Hudson (Yago), Yuri e Michel Araújo (Ganso); Nenê (Fred); Wellington Silva (Caio Paulista) e Marcos Paulo (André). Técnico: Marcão.