Publicidade

O Flamengo tem uma pedra no sapato que vem incomodando há algum tempo. É o São Paulo. O Tricolor Paulista ostenta uma série de nove jogos de invencibilidade contra o rival, inclusive com goleada no Maracanã e eliminação na Copa do Brasil. Os dois clubes voltam a se enfrentar neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro. O “calo” carioca vai apertar ou será o fim do jejum?

O futebol brasileiro tem alguns casos de pedras no sapato que chamam atenção. Alguns mais recentes, outros que vêm de tempo. É um cenário que faz crescer a rivalidade, como Corinthians x Internacional, por exemplo.

Relacionadas

Renato Gaúcho Flamengo
Ronaldinho Flamengo x Olimpia Libertadores

Tem clássico regional que também vira um problema e tanto. O Santos vem sofrendo com o Palmeiras. Já o Vasco costuma complicar a vida do Fluminense. E tem pedra no sapato “gringa”.

Galeria de Fotos

Flamengo x São Paulo

Publicidade

O São Paulo tem feito a festa para cima do Flamengo. A torcida rubro-negra está com o rival paulista engasgado na garganta. A última vitória do Fla foi em 2017. Na época, o técnico são-paulino era Rogério Ceni, que sofreu à frente do Flamengo contra o ex-clube.

São Paulo quase impediu o título do Flamengo (Foto: Getty)

Ceni perdeu os três duelos pelo Flamengo contra o São Paulo. Foi eliminado na Copa do Brasil – tomou 3 a 0 no Morumbi – e caiu na última rodada do Brasileiro. Quem também sofreu foi Domènec Torrent: o Tricolor Paulista fez 4 a 1 no Maracanã em 2020.

Corinthians x Internacional

O Timão voltou a complicar a vida colorada no último Brasileiro. O Corinthians segurou o 0 a 0 no Beira-Rio e, por tabela, deu uma forcinha ao Flamengo. Se tivesse vencido, o Inter seria campeão nacional.

Internacional x Corinthians Edenílson bem que tentou, mas não deu | Foto: Ricardo Duarte / Internacional / Divulgação

Publicidade

O Corinthians já conquistou Copa do Brasil em cima do Internacional, em 2008. Isso sem falar naquele polêmico jogo pelo Brasileiro de 2005, quando Tinga foi expulso injustamente. A rivalidade só cresce.

Flamengo x Palmeiras

O clube carioca se tornou uma pedra no sapato do Verdão. A rivalidade só aumenta de 2016 para cá. Nos últimos anos, o Flamengo tem se dado melhor. São oito jogos de invencibilidade sobre o Palmeiras. Neste Brasileiro, na primeira rodada, já deu Fla, gol de Pedro.

Pedro gol Flamengo Pedro brilhou contra o Palmeiras (Foto: Alexandre Vidal/Flamengo)

Também este ano, o Flamengo conquistou a Supercopa do Brasil em cima do Palmeiras, nos pênaltis. E também tem sido carrasco de técnicos. Em 2019, Felipão e Mano Menezes caíram no Verdão após derrotas para o Fla por 3 a 0 e 3 a 1, respectivamente.

Palmeiras x Santos

Publicidade

O Verdão vem de boa sequência sobre o rival. São seis jogos de invencibilidade, com destaque para a vitória na final da Libertadores de 2020, no Maracanã.

Palmeiras Palmeiras fatura a Libertadores no Maracanã | Foto: Cesar Greco / Palmeiras / Divulgação

Outro importante título recente, que abriu uma era de conquistas do Palmeiras, foi em cima do Santos: a Copa do Brasil de 2015, nos pênaltis.

Vasco x Fluminense

Mais um clássico com contexto de pedra no sapato. O Vasco, até em momentos difíceis, vem conseguindo levar a melhor sobre o Fluminense. De 2017 a 2019, por exemplo, foram dez jogos de invencibilidade, sendo sete vitórias.

Juninho Vasco Juninho brilhou no clássico e deu recado ao Fluminense | Foto: Marcelo Sadio / Vasco / Divulgação

Publicidade

De 2012 a 2015, também foram dez clássicos de invencibilidade, com destaque para a vitória por 3 a 1, no Maracanã, em 2013. O contexto era de disputa por lado da torcida.

Corinthians x Vasco

Aqui é uma pedra no sapato com contorno de freguesia. Exagero? Bem, são 20 jogos de invencibilidade do Corinthians sobre o Vasco. O clube carioca não vence o rival desde 2010. De lá para cá, 12 vitórias e oito empates.

Diego Souza Diego Souza parou em Cássio | Foto: Marcelo Sadio / Vasco / Divulgação

E o Corinthians traz uma amarga lembrança à torcida vascaína. Em 2012, o Timão eliminou o Vasco nas quartas de final da Libertadores. O jogo ficou marcado também pela defesa de Cássio em chute de Diego Souza.

Chapecoense x Fluminense

Publicidade

O Flu tem ameaçado virar o jogo, mas a Chapecoense ainda pode ser considerada uma grande pedra no sapato. O Fluminense demorou a ganhar da Chape pela primeira vez. O triunfo só aconteceu no nono duelo entre eles.

Chapecoense leva vantagem sobre o Fluminense (Foto: Fluminense FC)

A Chapecoense engatou uma sequência de oito jogos de invencibilidade (seis vitórias e dois empates) contra o Fluminense, inclusive com goleada por 4 a 1 no Maracanã, em 2014.

Botafogo x Figueirense

O clube catarinense é uma pedra no sapato do Botafogo, especialmente na Copa do Brasil. O Figueirense eliminou o rival em duas ocasiões: 2007 e 2015.

Publicidade

 

Botafogo x Figueirense 2007 Botafogo teve dois gols anulados | Foto: Reprodução Vídeo

A queda para o Figueirense em 2007, na semifinal, ainda tira o sono da torcida do Botafogo, em função de erros e polêmicas da arbitragem.

Guaraní-PAR x Corinthians

Um exemplo de pedra no sapato paraguaia. O Guaraní eliminou o Corinthians nas duas vezes em que se encontraram pela Libertadores, em 2015 e em 2020, na fase preliminar.

Luan Corinthians x Guaraní Luan marcou, mas não impediu queda | Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians / Divulgação

Publicidade

Em 2015, pelas oitavas de final, o Guaraní venceu o Corinthians nos dois jogos.

Universidad de Chile x Flamengo

Mais um exemplo de pedra no sapato internacional. O Flamengo até levava a melhor no duelo com a La U, mas a história virou em 2010 e em 2011. Na Libertadores de 2010, Flamengo e Universidad de Chile se encontraram na fase de grupos e no mata-mata. Os chilenos venceram um jogo e empataram outro na primeira fase e levaram a melhor nas quartas de final, derrubando o Império de Amor, dupla formada por Adriano e Vagner Love, e consagrando Montillo.

Ronaldinho Flamengo x Universidad de Chile Flamengo de Ronaldinho foi goleado pela La U | Foto: Alexandre Vidal / Flamengo / Divulgação

E a La U também fez estrago nas oitavas de final da Sul-Americana de 2011. À época comandada por Jorge Sampaoli, a Universidad de Chile fez 4 a 0 no Flamengo de Luxemburgo e Ronaldinho Gaúcho no Engenhão, além de vencer em casa por 1 a 0.

Comentários