Publicidade

Renato Gaúcho foi um craque com a bola nos pés. Os gols e os títulos comprovam isso. Ele sempre foi habilidoso. Característica que vai além dos gramados. Ele tem talento com as palavras. O jeito irreverente e extrovertido ajuda. A confiança é inabalável, a ponto de dizer que foi melhor do que Cristiano Ronaldo. E não é que o duelo pode acontecer em breve?! Pelo menos entre o técnico Renato, campeão da Libertadores com o Grêmio, e o craque do Real Madrid.

A intimidade com a bola continua até hoje: Renato Gaúcho é craque | Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Um possível duelo entre Grêmio e Real Madrid no Mundial de Clubes, em dezembro, nos Emirados Árabes, infelizmente, não poderá provar quem foi ou é melhor, mas será um ingrediente a mais para o torneio. Renato tem certeza de foi melhor que o gajo.

“Com certeza, joguei mais que ele. É que muita gente dessa geração acompanha o Cristiano Ronaldo e não me viu jogar. Eu queria ver o Cristiano jogar nos clubes pelos quais eu joguei, às vezes com três, quatro meses de salários atrasados, e ser campeão como eu fui. E eu queria estar no Real Madrid, jogando uma vez por semana, campo bom, e jogando com os colegas que ele tem ao lado, monstros. Isso eu queria ver”, provocou Renato, em entrevista ao programa “Bola da Vez”, da “ESPN Brasil”. O ídolo do Grêmio foi além:

Publicidade

“Ele é um monstro, um grande jogador, mas trabalha muito na força, ele não tem muita técnica. É só ver os jogos do Real Madrid, nos momentos em que ele sai do lado esquerdo, não produz quase nada. Eu era mais versátil, podia jogar na direita, no meio e na esquerda”, comparou.

Características em comum

Renato Gaúcho e Cristiano Ronaldo têm algo em comum: fizeram história com o mesmo número. Com a camisa 7, Renato conquistou a Libertadores e o Mundial com o Grêmio, em 1983. Ele, inclusive, fez dois gols no Mundial. O português utiliza o mesmo número.

Cristiano Ronaldo, maior artilheiro da história da Liga dos Campeões, estaria na competição hoje| Foto: Reprodução Real Cristiano Ronaldo deve encontrar com Renato Gaúcho no Mundial | Foto: Reprodução Real Madrid

Cristiano Ronaldo jogava com a 28 no Sporting e passou a ser o 7 no Manchester United. Também assumiu o número na seleção portuguesa, após a era Figo. O começo no Real Madrid foi com a 9 – Raúl envergava a 7, que passou ao português quando o ídolo espanhol deixou o clube.

Publicidade

LEIA MAIS

Grêmio se iguala a São Paulo e Santos como maior campeão brasileiro da Libertadores
Pode fazer a estátua dele! Renato Gaúcho amplia história imortal no Grêmio
Os destaques e heróis do Grêmio no tricampeonato da Libertadores
Soy loco e tri da América! A trajetória do Grêmio no título da Libertadores
Luan concorre ao prêmio Rei da América, dado ao melhor jogador do continente
No mercado! Júlio César descarta aposentadoria por enquanto e aguarda propostas
Daniel Alves solta o verbo: ‘Deixei a Juventus porque não me divertia’
Falhas de Muralha: futebol é rico em erros de ‘pressionados’

Mercado da bola: veja quem pode chegar e quem pode sair do seu clube

Dá para observar outras semelhanças entre Renato e Cristiano Ronaldo: habilidade e velocidade sempre foram características marcantes deles, assim como, é claro, o faro de artilheiro. Ambos brilharam como pontas.

Alguém arrisca a apontar o melhor?

Publicidade

E aí? Renato Gaúcho ou Cristiano Ronaldo? Para Felipão, que chegou a enfrentar o ídolo do Grêmio na época de jogador e dirigiu o craque do Real Madrid na seleção portuguesa, os dois são do mesmo nível.

“O Renato e o Cristiano são idênticos na forma de jogar: têm imposição física, são goleadores. Sempre falei isso. Mas o Renato é uma figura, está pouco ligando. Considero os dois do mesmo nível”, declarou o técnico, em entrevista à “Folha de São Paulo.”

Zico, que jogou com Renato Gaúcho no Flamengo, também encheu a bola do agora campeão da Libertadores como técnico: “Cristiano ganhou Bola de Ouro, o Renato também poderia ganhar”, declarou.

Publicidade

Bem, que aconteça o encontro do século entre Renato Gaúcho e Cristiano Ronaldo.