Publicidade

Renato Gaúcho escrevendo mais um capítulo de sua história no Grêmio (Foto: Lucas Uebel/Grêmio) Renato Gaúcho escrevendo mais um capítulo de sua história no Grêmio (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

Renato Gaúcho, ao levar o Grêmio para a final da Libertadores, já conseguiu um feito e entrou para uma seleta lista de técnicos brasileiros com duas decisões do torneio no currículo. Renato se iguala a Lula, Paulo Autuori, Antônio Lopes e Muricy Ramalho, com duas finais. Outros dois treinadores foram além deste quinteto. Telê Santana e Felipão disputaram três decisões de Libertadores e são os técnicos brasileiros recordistas.

Renato Gaúcho chega à segunda final da Libertadores como técnico | Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Em 2008, à frente do Fluminense, Renato Gaúcho bateu na trave e perdeu a final para a LDU, do Equador. Agora, quer entrar para a galeria dos técnicos brasileiros que foram campeões do torneio: 13 treinadores do país têm o título da Libertadores. De 1960 para cá, 22 técnicos brasileiros disputaram uma final do torneio.

Publicidade

Leia mais:
Confira Raio-X do Lanús, adversário do Grêmio na final da Libertadores
Quanto cada clube brasileiro deixou de ganhar na Libertadores
PSG potência mundial: o projeto Neymar
Neymar entra no Top 3 de artilheiros brasileiros na Liga dos Campeões
Dois pênaltis perdido no mesmo jogo? Diego Souza repete ‘feito’ de outros famosos

Líder do 1º turno e na degola no returno: o ‘duas caras’ Corinthians
Expulsões, polêmicas e confusões: bolas fora de Neymar na carreira

Em três ocasiões, os times brasileiros em finais de Libertadores tiveram técnicos gringos. Em 1974, o argentino Jose Poy foi o comandante do São Paulo na decisão da Libertadores daquele ano. O também hermano Alfredo González foi o treinador do Palmeiras na decisão do torneio em 1968. O Verdão teve outro estrangeiro na final de 1961, o argentino Armando Renganeschi. Já o brasileiro Ricardo Ferretti comandou o Tigres na decisão de 2015, sendo derrotado pelo River Plate.

Os 13 técnicos brasileiros campeões da Libertadores

Lula – bicampeão pelo Santos
Telê Santana – bicampeão pelo São Paulo
Felipão – bicampeão (um título pelo Grêmio e outro pelo Palmeiras)
Paulo Autuori – bicampeão (um título pelo Cruzeiro e outro pelo São Paulo)
Zézé Moreira – campeão pelo Cruzeiro
Paulo César Carpegiani – campeão pelo Flamengo
Valdir Espinosa – campeão pelo Grêmio
Antônio Lopes – campeão pelo Vasco
Abel Braga – campeão pelo Internacional
Celso Roth – campeão pelo Internacional
Muricy Ramalho – campeão pelo Santos
Tite – campeão pelo Corinthians
Cuca – campeão pelo Atlético-MG

Os técnicos brasileiros finalistas de Libertadores

Publicidade

1962 – Lula (Santos)
1963 – Lula (Santos)
1976 – Zezé Moreira (Cruzeiro)
1977 – Yustrich (Cruzeiro)
1980 – Ênio Andrade (Internacional)
1981 – Paulo César Carpegiani (Flamengo)
1983 – Valdir Espinosa (Grêmio)
1984 – Carlos Froner (Grêmio)
1992 – Telê Santana (São Paulo)
1993 – Telê Santana (São Paulo)
1994 – Telê Santana (São Paulo)
1995 – Felipão (Grêmio)
1997 – Paulo Autuori (Cruzeiro)
1998 – Antônio Lopes (Vasco)
1999 – Felipão (Palmeiras)
2000 – Felipão (Palmeiras)
2002 – Jair Picerni (São Caetano)
2003 – Emerson Leão (Santos)
2005 – Paulo Autuori (São Paulo)
2005 – Antônio Lopes (Atlético-PR)
2006 – Abel Braga (Internacional)
2006 – Muricy Ramalho (São Paulo)
2007 – Mano Menezes (Grêmio)
2008 – Renato Gaúcho (Fluminense)
2009 – Adilson Batista (Cruzeiro)
2010 – Celso Roth (Internacional)
2011 – Muricy Ramalho (Santos)
2012 – Tite (Corinthians)
2013 – Cuca (Atlético-MG)
2015 – Ricardo Ferretti (Tigres)
2017 – Renato Gaúcho (Grêmio)