Publicidade

Já pensou se o seu time precisa entrar em campo e jogar toda a partida com um atleta de linha improvisado no gol? O River Plate viveu esta situação e conseguiu vencer! O clube argentino escreveu um feito histórico na Libertadores.

O River Plate enfrenta um surto de Covid-19. O clube argentino não inscreveu os 50 jogadores permitidos na Libertadores e se viu sem goleiro para enfrentar o Santa Fe. Enzo Pérez foi improvisado no gol.

River Plate Os 11 heróis do River Plate | Foto: River Plate / Divulgação

Outro detalhe: o River Plate teve apenas 11 jogadores à disposição. Com a épica vitória por 2 a 1, no Monumental de Núñez, o clube argentino pulou para a liderança do grupo – o mesmo do Fluminense – e deu passo importante rumo às oitavas de final.

Enzo Pérez Enzo Pérez foi goleiro por uma noite | Foto: River Plate / Divulgação

Publicidade

Do grupo do River Plate, o Fluminense viveu um episódio conhecido como “surto de dengue” em 1986. Dois jogadores contraíram dengue. Posteriormente, uma “virose respiratória transmissível”, como os jornais da época retrataram a situação, infectou vários atletas do Fluzão.

O Tricolor tentou adiar o jogo com Americano, sem sucesso. O Fluminense, então, decidiu não viajar para Campos. Levou W.O. no Campeonato Carioca.

Relacionadas

Fla-Flu em dia de casa cheia, mas sem gols - Reprodução

Algumas vezes, não entrar em campo é uma forma de protesto. Os jogadores do Figueirense, em 2019, não enfrentaram o Cuiabá, em função dos atrasos salariais. Foi o primeiro W.O. da história da Série B.

Dor de barriga e… vitória no Maracanã

Publicidade

Outra vezes, entrar em campo requer sacrifício. Em 2003, onze atletas do Paraná tiveram uma indisposição estomacal. Mesmo avariado, o time conseguiu vencer o Flamengo, no Maracanã, por 3 a 0, pelo Campeonato Brasileiro.

Galeria de Fotos

Com a pandemia, este cenário de desfalques e situações semelhantes se tornou comum. No ano passado, por exemplo, o Flamengo teve de enfrentar o Palmeiras, no Allianz Parque, com um time recheado de garotos.

O Flamengo enfrentou um surto de Covid e precisou recorrer à base. O jogo também foi marcado por indefinições e movimentos na Justiça. Em campo, empate por 1 a 1.

Flamengo Pedro marcou para o Flamengo | Foto: Alexandre Vidal / Flamengo / Divulgação

Publicidade

Na Itália, teve W.O. revertido. O Napoli, com dois jogadores contaminados, foi proibido de viajar para Turim para enfrentar a Juventus. No primeiro momento, a Juve foi declarada vencedora.

O Napoli recorreu à Justiça e conseguiu anular o W.O. O jogo foi remarcado e disputado em abril. A Juventus venceu por 2 a 1.

Comentários