Publicidade

Leônidas da Silva, Domingos da Guia, Barbosa, Garrincha, Didi, Jairzinho, Paulo Cezar Caju, Romário… uma turma de craques. Um seleto grupo que fez história no futebol carioca. No Dia da Consciência Negra, também em referência a Zumbi dos Palmares, símbolo da luta pela liberdade e valorização dos negros, o Mais Que Um Jogo faz reverência em forma de homenagem e admiração por estes craques negros que brilharam no Rio.

Craques negros que fizeram história no futebol carioca

Domingos da Guia

Está eternizado no hino do Bangu, pelo qual começou a carreira e pelo qual começou a brilhar. Um zagueiro de técnica refinada, também é ídolo do Flamengo. E um orgulho para o futebol carioca.

Domingos da Guia Domingos da Guia brilhou pelo Flamengo | Foto: Flamengo / Divulgação

Fausto

A “Maravilha Negra”, Fausto foi um dos expoentes do futebol como forma de ferramenta de reflexão contra uma sociedade excludente. Brilhou por Bangu, Vasco e Flamengo.

Fausto Fausto, a Maravilha Negra, foi importante também fora do campo | Foto: Vasco / Divulgação

Leônidas da Silva

Publicidade

Um dos primeiros craques da história rubro-negra, Leônidas da Silva ajudou a popularizar o Flamengo no fim da década de 30 e na década de 40. Disputou 148 jogos e marcou 151 gols. Da elegância em campo, ganhou o apelido de “Diamante Negro”.

Leônidas da Silva Leônidas foi um dos primeiros ídolos do Flamengo | Foto: Flamengo / Divulgação

Barbosa

A torcida do Vasco sempre abraçou e enalteceu o goleiro, considero vilão por muitos pelo “Maracanazzo” da Copa de 1950. O clube também reverencia o ídolo. Barbosa será o nome do campo 1 do centro de treinamento vascaíno.

Barbosa craques negros Barbosa sempre foi exaltado pelo Vasco | Foto: Vasco / Divulgação

Zizinho

Craque da Seleção Brasileira em 1950, Zizinho era ídolo simplesmente do Rei Pelé. Pouca coisa? Brilhou com a camisa do Flamengo, pelo qual fez 145 gols.

Zizinho craques negros Zizinho está na história rubro-negra | Foto: Flamengo / Divulgação

Waldo

Publicidade

É o maior artilheiro da história do Fluminense, com 319 gols. Waldo brilhou no futebol carioca na década de 50 até o início dos anos 60.

Waldo craques negros Waldo entendia do riscado de fazer gols | Foto: Fluminense / Divulgação

Didi

Lenda do futebol carioca, Didi encantou o mundo, seja com a folha seca, seja pela elegância com a qual jogava. Além de “Mr. Football”, apelido dado pela imprensa europeia, recebeu a alcunha de Princípe Etíope. Brilhou pelo Botafogo e Fluminense.

Didi Didi é um dos principais nomes do futebol brasileiro | Foto: CBF / Divulgação

Quarentinha

É o maior artilheiro da história do Botafogo, com 313 gols. Quarentinha conquistou três títulos do Carioca e um do Rio-São Paulo, em 1962.

Quarentinha craques negros Quarentinha está na galeria dos maiores ídolos do Botafogo: Foto: Botafogo / Divulgação

Garrincha

Publicidade

Um dos principais nomes da história do futebol mundial. Garrincha encantou por sua genialidade e habilidade em transformar os adversários em “João”. Eternizou a camisa 7 do Botafogo.

Garrincha Garrincha marcou época pela genialidade | Foto: Botafogo / Divulgação

Amarildo

O Possesso, campeão mundial com a Seleção Brasileira, brilhou com a camisa do Botafogo. Amarildo também defendeu Flamengo e Vasco.

Amarildo Amarildo também brilhou em Copa do Mundo | Foto: CBF / Divulgação

Carlos Alberto Torres

O capitão do tri. Um dos melhores laterais-direitos da história. Carlos Alberto Torres brilhou especialmente com a camisa do Fluminense. Também defendeu Botafogo e Flamengo.

Carlos Alberto Torres Carlos Alberto Torres é ídolo nacional | Foto: Rafael Ribeiro / CBF / Divulgação

Jairzinho

Publicidade

O furacão da Copa do Mundo de 1970 está na galeria dos maiores ídolos da história do Botafogo. Jairzinho brilhou pelo clube de 1963 a 1974 e em 1981.

Jairzinho Jairzinho é mais um histórico craque do futebol | Foto: Botafogo / Divulgação

Paulo Cezar Caju

Tricampeão em 1970, Caju foi um dos principais nomes do futebol carioca naquela década, seja por Fluminense, Botafogo ou Flamengo.

Paulo Cezar Caju craques negros Caju brilhou no futebol carioca | Foto: Fluminense / Divulgação

Assis

Brilhou no título tricolor do Brasileiro de 1984. Assis foi carrasco do Flamengo. Adorado pela torcida, ganhou música: “Recordar é viver, Assis acabou com você.”

Assis sobe para marcar contra o Flamengo: uma rotina | Foto: Arquivo Maracanã

Washington

Publicidade

Formou o Casal 20 ao lado de Assis. Washington tinha faro de gol e também está na lista dos maiores ídolos da história do Fluminense.

Assis e Washington: o Casal 20 do Fluminense | Foto: Fluminense

Júnior

Tem o DNA rubro-negro. Júnior simplesmente é o atleta com mais jogos pelo Flamengo – 876 partidas. E coleciona uma porção de títulos (Mundial, Libertadores, quatro Brasileiros, entre outros). Está na história do Fla e do futebol carioca.

Júnior craques negros Júnior é dos maiores ídolos do Flamengo | Foto: Flamengo / Divulgação

Romário

É um patrimônio do futebol carioca e brasileiro. Romário mostrou a arte de fazer gols pelo Vasco, pelo Flamengo e pelo Fluminense. Ainda realizou o sonho de pai de fazer um jogo pelo América.

Romário escreveu o nome na história do futebol brasileiro | Foto: Paulo Fernandes / Vasco.com.br