Publicidade

Flamengo e Fluminense vão estrear esta semana na Copa Libertadores. Assim o MQJ Memória entra em campo no sentido de relembrar grandes jogos da dupla no torneio. E olha que tem muita coisa boa.

Leia também:

MQJ Memória: Zé Carlos, o Grandão do gol do Flamengo
MQJ Memória: Campeão mundial pelo Flamengo, Figueiredo morreu no auge da carreira 

Copa Libertadores vai iniciar a sua fase de grupos (Foto: Conmebol)

Publicidade

As finais que eles participaram é digna de lembranças. Mas tem jogos de outras fases que não podem ser esquecidas.

Leia também:

MQJ Memória: Ézio, porque super-herói é pra isso
MQJ Memória: Assis, o carrasco do Flamengo

Publicidade

Abaixo o MQJ Memória relembra grandes jogos de Flamengo e Fluminense na Libertadores:

Flamengo 0 x 0 Atlético-MG (1981)

Wright Flamengo x Atlético-MG Libertadores Wright expulsa jogador do Atlético-MG (Foto: Reprodução Internet)

O jogo entre Flamengo e Atlético aconteceu em Goiás e foi um desempate por conta dos dois times terem terminado empatados em primeiro lugar na fase de grupos. Apenas um passaria para a segunda etapa. Aos 57 minutos do primeiro tempo o duelo acabou quando ainda estava zero a zero. A partida foi marcante pela atuação de José Roberto Wright. Chicão, Palhinha, Éder e Reinaldo foram expulsos deixando o Galo com sete. João Leite simulou uma contusão e o jogo acabou. Trata-se de uma das partidas mais polêmicas do futebol brasileiro.

Flamengo 2 X 1 Cobreloa (1981)

Flamengo sofreu contra o Cobreloa (Foto: Conmebol)

O Flamengo conquistou a sua primeira Libertadores em 1981. Após vencer por 2 a 1 no Maracanã, o time carioca perdeu de 1 a 0 em Santiago. Assim foi necessário um jogo-desempate. Ele foi realizado em Montevidéu. Com autoridade o timaço liderado por Zico foi campeão ganhando por 2 a 0. O Galinho foi autor dos dois gols.

Publicidade

Leia também:

MQJ Memória: Mazolinha, o craque que virou pedreiro
MQJ Memória: Berg, o Anjo Louro do Botafogo

Fluminense 6 x 0 Arsenal

Dodô fez um golaço contra o Arsenal (Foto: Conmebol)

Era a fase de grupos da Libertadores e para muitos tricolores o Fluminense mostrou ali que chegaria longe. O Tricolor atropelou com um 6 a 0. Dodô fez dois gols, com direito a um golaço. Thiago Neves, Cícero, Gabriel e Washington completaram o marcador.

Fluminense 3 x 1 São Paulo (2008)

Fluminense decidiu no fim contra o São Paulo (Foto: Getty)

Publicidade

O Fluminense enfrentou o São Paulo nas quartas de final da Copa Libertadores de 2008. Vencia no Maracanã por 2 a 1, mas havia perdido na ida por 1 a 0. Com o gol qualificado como visitante estava se despedindo do torneio. Entretanto a cabeçada certeira de Washington salvou o Tricolor no último lance do jogo.

Leia também:

MQJ Memória: Artilheiro no Flamengo e goleiro no Palmeiras
MQJ Memória: Botafogo perdeu Clei, o lateral que morreu por engano

Fluminense 3 x 1 Boca Juniors (2008)

Triunfo sobre o Boca foi mais uma das viradas históricas do Fluminense (Foto: Conmebol)

Publicidade

Era a semifinal da Libertadores. O Fluminense recebia o Boca Juniors pelo confronto de volta, após empate por 2 a 2 na Argentina. Os platinos abriram o placar já no segundo tempo. Entretanto o Tricolor deu um show em poucos minutos e construiu a virada por 3 a 1. Washington, Conca e Dodô fizeram os gols.

Leia também:

MQJ Memória: America e Bangu, símbolos de uma época que o Rio tinha 6 grandes
MQJ Memória: Dener, o mais parecido com Pelé
Filho de peixe, relembre pais e filhos do futebol
MQJ Memória: Jorge Mendonça, o substituto de Dinamite
Grandes zebras do futebol carioca: Relembre

Fluminense 3 x 1 LDU (2008)

Fluminense perdeu para a LDU nos pênaltis (Foto: Conmebol)

Publicidade

O Fluminense deu um show no Maracanã. Após perder por 4 a 2 na ida, o Fluzão precisava ganhar por três gols de diferença para ser campeão. Ou então ganhar por dois gols e forçar a disputa de pênaltis. A torcida do Fluzão lotou o Maracanã aos gritos de “Eu acredito”. Em campo, mesmo saindo perdendo com um gol de Bolaños, o Fluzão virou com três gols de Thiago Neves. Mas infelizmente nos pênaltis os brasileiros perderam. Mas a festa da torcida tricolor é lembrada até hoje.

Leia também:

MQJ Memória: Geraldo, o craque do Flamengo marcado por uma fatalidade
MQJ Memória: Margarida, o árbitro mais alegre da história do futebol

Flamengo 5 x 0 Grêmio (2019)

Rodrigo Caio festeja gol contra o Grêmio Rodrigo Caio festeja gol em cima do Grêmio (Foto: Conmebol)

Publicidade

Nas semifinais o Flamengo tinha o Grêmio pela frente em 2019. Na ida um empate por 1 a 1. Na volta o Maracanã lotado e o Flamengo com um estigma de amarelar na hora de chegar à final. Mas o que se viu foi um show: 5 a 0. Gabigol fez dois gols. Bruno Henrique, Rodrigo Caio e Pablo Mari deixaram a sua marca.

Leia também:

MQJ Memória: O adeus a Clébson! O substituto de Jorginho
MQJ Memória: Daniel González, o uruguaio que fez história no Vasco e no Corinthians

Flamengo 2 x 1 River Plate (2009)

Flamengo Gabigol foi o cara da final contra o River Plate (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

Publicidade

Encerramos esta lista com a maior virada da história do Flamengo. Foi diante do poderoso Ríver Plate, da Argentina, na final da Libertadores de 2019. O Rubro-Negro sofreu um gol aos 14 minutos do primeiro tempo e não desistiu de buscar o resultado até o final. Com gols de Gabigol aos 44 e aos 47 minutos do segundo tempo, o Flamengo conquistou a América pela segunda vez.

Leia também:

MQJ Memória: Polêmica no Carioca faz o futebol relembrar Eduardo Viana, o Caixa D´água
MQJ Memória: Vivinho, o gol de placa de São Januário
Nomes de animais, MQJ Memória relembra craques bichos
MQJ Memória: Carlinhos Violino, o interino acostumado a dar voltas olímpicas
MQJ Memória: Cláudio Coutinho montou o inesquecível Flamengo