Publicidade

O Flamengo precisa arrancar para chegar ao título da Sul-Americana e nada melhor do que ter seu motorzinho em ação. É aí que entra Everton a 500%. O técnico Reinaldo Rueda deu a entender que o meia-atacante será titular nesta quarta-feira, contra o Independiente, no Maracanã, na decisão do torneio. Ele é peça-chave do Fla em 2017.

Everton é peça-chave do Flamengo e trunfo para ser campeão da Sul-Americana | Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

“Everton está disponível, está a 500%”, declarou Rueda. O técnico pode até optar por utilizar o motorzinho na lateral esquerda, no lugar de Trauco. O Flamengo precisa vencer por dois gols de diferença – perdeu o jogo de ida por 2 a 1 – para ser campeão no tempo normal. Caso vença por um, a decisão irá para a prorrogação.

Everton vive temporada especial

Velocidade, comprometimento tático e versatilidade. Este combo transformou Everton em peça-chave e titular incontestável do Flamengo na temporada. Ele é o quarto atleta que mais atuou em 2017, com 55 jogos, atrás de Réver (58 partidas), Pará (63) e Willian Arão (66). Com dez gols, é o terceiro artilheiro do time (Guerrero soma 20, enquanto Diego tem 18).

Publicidade

Everton vive uma temporada especial – igualou a melhor marca de gols na carreira (balançou a rede dez vezes em 2014, quando voltou para o Flamengo). O meia-atacante foi decisivo em jogos importantes, como no primeiro jogo da final do Carioca, partida de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana – ambos contra o Fluminense – e clássico com o Vasco pelo Brasileiro.

LEIA MAIS

Flamengo x Flamengo: o drama psicológico na final da Sul-Americana
Flamengo estabelece maior número de jogos e vitórias dos últimos 20 anos
Éverton Ribeiro encara maratona em início de altos e baixos pelo Flamengo
Gols, vice em final e vitórias marcantes: o retrospecto de Neymar contra o Real Madrid
PSG x Real Madrid é o confronto bombástico da Liga dos Campeões
Sinônimo de recorde, Messi iguala feito de Gerd Müller

Publicidade

Outro dado que mostra que Everton brilha em grandes jogos é que ele marcou metade dos gols deste ano em clássicos. Ele soma cinco gols em duelos com os rivais cariocas, sendo três sobre o Fluminense, um sobre o Vasco e um sobre o Botafogo.

No jogo de ida da final da Sul-Americana, Everton entrou no segundo tempo e deu trabalho à zaga do Independiente. Ele iniciou no banco por voltar de lesão na coxa esquerda sofrida contra o Coritiba, no dia 16 de novembro.

Everton e a identificação com o Flamengo

Após chamar atenção pelo Paraná, Everton chegou ao Flamengo em 2008 e ficou até o fim de 2009. Ele voltou em 2014. Ao todo, soma 252 jogos pelo clube. No elenco atual, fica atrás apenas de Juan, que tem 314 partidas pelo Fla. O mesmo acontece no quesito títulos. Everton tem quatro pelo Rubro-Negro (Carioca de 2009, 2014 e 2017 e Brasileiro de 2009), enquanto o experiente zagueiro tem sete (Carioca de 1996, 1999, 2000, 2001 e 2017, Copa Mercosul de 1999 e Copa dos Campeões de 2001).