Publicidade

O Brasil continua 100% nas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, no Qatar. A Seleção venceu a Venezuela, nesta sexta-feira, por 1 a 0, no Morumbi. A vitória foi importante, mas a atuação ofensiva deixou a desejar. O zagueiro Marquinhos reconheceu a dificuldade do Brasil em criar e apontou soluções para o futuro.

Marquinhos, Brasil Marquinhos analisou vitória do Brasil | Foto: Lucas Figueiredo / CBF / Divulgação

“Temos de saber que contra o Brasil as seleções se fecham muito. A Venezuela fez o mesmo jogo na Copa América. Precisamos trabalhar mais as triangulações, quebrar linha com mais coragem, tentar mais. Deixar um pouco de lançar muito bola longa. E seguir firme lá atrás”, analisou Marquinhos.

LEIA MAIS! Brasil sofre ofensivamente, mas bate a Venezuela e continua 100%

Publicidade

O Brasil, como avaliou Marquinhos, insistiu muito em bolas longas em determinados momentos. Com dificuldade para criar, os cruzamentos viraram a principal arma ofensiva ao longo de todo o jogo. Inclusive, foi assim que a Seleção Brasileira chegou à vitória no Morumbi, com gol de Roberto Firmino, no segundo tempo.

Marquinhos projeta jogo do Brasil contra o Uruguai

Com 100% em três jogos e na liderança das Eliminatórias, o Brasil terá um desafio e tanto na próxima rodada. A Seleção vai encarar o Uruguai, nesta terça-feira, fora de casa, no Estádio Centenário, às 20h (horário de Brasília). Marquinhos sabe que será uma pedreira. O zagueiro fez elogios ao rival.

MAIS! Vestiu bem? Éverton Ribeiro realiza sonho com a 10 do Brasil: ‘Ficará marcado’

Publicidade

“Jogo contra o Uruguai é sempre uma guerra. Temos de estar preparados para isso. Lá é sempre difícil. Sabemos da tradição e dos jogadores de qualidade que eles têm. O Uruguai tem uma defesa muito forte. É se preparar para fazer um bom jogo lá e pontuar”, encerrou Marquinhos.