Publicidade

O clássico Fla-Flu tem história para contar. E os rivais vão escrever mais dois capítulos decisivos, a partir deste sábado, na final do Campeonato Carioca. Também não faltam heróis neste duelo centenário.

Por exemplo, em 1972, Caio Cambalhota foi decisivo para o Flamengo em um Fla-Flu que se transformou em final no triangular do Campeonato Carioca. O troco tricolor não demoraria. Aconteceu logo no ano seguinte, com Manfrini como grande destaque.

Vitinho Fla-flu Vitinho fez o gol do título em 2020 | Foto: Alexandre Vidal / Flamengo / Divulgação

Ídolo tricolor, Assis fez fama em Fla-Flu. Ele se transformou em carrasco do Flamengo. O gol da vitória e do título em 1984, novamente em um triangular, foi dele.

Relacionadas

Maracanã Flamengo

Publicidade

O Carioca de 1995 também não teve uma “final formal”. Nem precisou. Os deuses do futebol transformaram o Fla-Flu daquele octogonal em decisão. E abençoaram e eternizaram o gol de barriga de Renato Gaúcho.

O ano de 2017 foi recheado de Fla-Flus. Foram oito ao todo. A final carioca foi entre os rivais. Guerrero brilhou para o Flamengo e ainda viu Rodinei sacramentar o título rubro-negro.

Galeria de Fotos

O Flamengo também levou a melhor no Fla-Flu internacional. Nas quartas de final da Copa Sul-Americana de 2017, Willian Arão foi o herói rubro-negro, fez o gol de empate em um jogo emocionante e garantiu a classificação rubro-negra.

Publicidade

No ano passado, o Fluminense superou nos pênaltis o Flamengo na final da Taça Rio. O Rubro-Negro confirmou o favoritismo na decisão do Estadual, mas com duas vitórias apertadas. Vitinho fez o gol do título do ano passado.

Comentários