Publicidade

De uma só vez, o Grêmio superou três rivais brasileiros em um “quesito” de peso na Copa Libertadores. O Tricolor Gaúcho chega à quinta final do torneio e se torna o segundo time brasileiro com mais decisões na história, deixando Palmeiras, Cruzeiro e Santos para trás. O recordista do país é o São Paulo, que já disputou seis finais. O Imortal pode alcançar um feito ainda mais especial. Se for campeão, batendo o Lanús, da Argentina, vai se igualar ao São Paulo e ao Santos como os maiores vencedores do Brasil na Libertadores, com três títulos.

A festa após a classificação para a final da Libertadores | Foto: Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

O retrospecto do Grêmio em finais é de 50%, com dois títulos e dois vice-campeonatos. O Tricolor foi campeão na primeira decisão que disputou, em 1983, vencendo o Peñarol, do Uruguai. No ano seguinte, foi derrotado na final pelo Independiente, da Argentina. O segundo título da Libertadores foi conquistado em 1995 sobre o Atlético Nacional, da Colômbia. Em 2007, o clube bateu na trave e amargou outro vice, perdendo para o Boca Juniors, da Argentina.

Leia mais:

Publicidade

Renato Gaúcho alcança feito e entra em lista seleta da Libertadores
Confira Raio-X do Lanús, adversário do Grêmio na final da Libertadores
Quanto cada clube brasileiro deixou de ganhar na Libertadores
PSG potência mundial: o projeto Neymar
Dois pênaltis perdido no mesmo jogo? Diego Souza repete ‘feito’ de outros famosos

Na rivalidade histórica com o Internacional, o Grêmio agora tem duas finais de Libertadores a mais do que o Colorado e, sobretudo, pode voltar a ficar à frente no número de títulos do torneio – ambos são bicampeões, assim como o Cruzeiro.

Grêmio está louco pelo tri da Libertadores | Foto: Foto: Lucas Uebel / Grêmio FBPA

Ao todo, 13 clubes brasileiros já disputaram, ao menos, uma final de Copa Libertadores. Destes, dez têm pelo menos um título na galeria de troféus.

A quantidade de finais dos brasileiros em Libertadores

Publicidade

São Paulo – seis finais
Grêmio – cinco finais
Palmeiras – quatro finais
Cruzeiro – quatro finais
Santos – quatro finais
Internacional – três finais
Flamengo – uma final
Vasco – uma final
São Caetano – uma final
Atlético-PR – uma final
Fluminense – uma final
Corinthians – uma final
Atlético-MG – uma final

O retrospecto brasileiro em finais de Libertadores

Palmeiras – 1961 (vice-campeão)
Santos – 1962 (campeão)
Santos – 1963 (campeão)
Palmeiras – 1968 (vice-campeão)
São Paulo – 1974 (vice-campeão)
Cruzeiro – 1976 (campeão)
Cruzeiro – 1977 (vice-campeão)
Internacional – 1980 (vice-campeão)
Flamengo – 1981 (campeão)
Grêmio – 1983 (campeão)
Grêmio – 1984 (vice-campeão)
São Paulo – 1992 (campeão)
São Paulo – 1993 (campeão)
São Paulo – 1994 (vice-campeão)
Grêmio – 1995 (campeão)
Cruzeiro – 1997 (campeão)
Vasco – 1998 (campeão)
Palmeiras – 1999 (campeão)
Palmeiras – 2000 (vice-campeão)
São Caetano – 2002 (vice-campeão)
Santos – 2003 (vice-campeão)
São Paulo – 2005 (campeão)
Atlético-PR – 2005 (vice-campeão)
Internacional – 2006 (campeão)
São Paulo – 2006 (vice-campeão)
Grêmio – 2007 (vice-campeão)
Fluminense – 2008 (vice-campeão)
Cruzeiro – 2009 (vice-campeão)
Internacional – 2010 (campeão)
Santos – 2011 (campeão)
Corinthians – 2012 (campeão)
Atlético-MG – 2013 (campeão)
Grêmio – 2017 (?)