Publicidade

A dança das cadeiras dos técnicos brasileiros começou em ritmo acelerado em 2018. O futebol brasileiro é quase uma máquina de triturar treinadores. Após a derrota para o Palmeiras, pelo Campeonato Paulista, Dorival Júnior não resistiu e foi demitido pelo São Paulo. O Tricolor Paulista é o quarto clube da elite do Brasileiro a trocar de técnico. Ou seja, 20% dos clubes da Série A já fizeram mudança no comando. Olha que o Brasileirão ainda nem começou…

Dorival não resistiu à derrota para o Palmeiras | Foto: Paulo Pinto / saopaulofc.net / Divulgação

Dorival vinha balançando há algum tempo. A campanha no Paulista, com tropeços para Ituano e Ferroviária, além de derrotas em todos os clássicos, cobrou o preço. Ele deixa o São Paulo após 40 jogos, sendo 17 vitórias, 11 empates e 12 derrotas, com 51,6% de aproveitamento dos pontos disputados. Ele foi contratado pelo Tricolor no ano passado com a missão de salvar o time do rebaixamento. Conseguiu, mas o desgaste era claro.

Leia mais:

Publicidade

Real Madrid está disposto a pagar R$ 1,6 bilhão por Neymar, diz jornal
Palmeiras completa 100 jogos no Allianz Parque: veja a lista dos artilheiros
Neymar pode escolher novo técnico do PSG, diz jornal. Tite está na lista
Gol de Gabriel Jesus coloca o Manchester City em grupo seleto da Champions League
Cristiano Ronaldo fez quase 50% de seus gols na ‘hora H’ da Champions League
Você lembra destes jogadores na Copa do Mundo com a camisa da Seleção Brasileira?

Além do São Paulo, Atlético-MG, Botafogo e Paraná, dos clubes da Série A, já trocaram de técnicos este ano, no mês passado, com pouco mais de um mês de temporada em andamento.

A dança das cadeiras da Série A

O Galo foi o primeiro time a trocar de técnico. Oswaldo de Oliveira foi demitido no dia 9 de fevereiro. Ele virou o ano no clube – foi contratado para brigar por vaga para a Libertadores, mas não conseguiu o objetivo. O Atlético começou 2018 sem convencer. Além disso, Oswaldo se envolveu em polêmica e discutiu com um jornalista. Thiago Larghi vem comandando o Galo, mas ainda na condição de interino.

Oswaldo foi o primeiro técnico da Série A a cair | Foto: Bruno Cantini / Atlético / Divulgação

Publicidade

O Botafogo trocou de técnico um dia depois do Galo. Felipe Conceição, que havia assumido o time para esta temporada, em substituição a Jair Ventura, foi demitido logo após a derrota para o Flamengo na semifinal da Taça Guanabara. O Fogão já havia caído na primeira fase da Copa do Brasil. Alberto Valentim foi contratado.

Felipe Conceição não durou muito no Botafogo | Foto: Vítor Silva / SSPress / Botafogo

O mês de fevereiro derrubou outro técnico. O Paraná, de volta à Série A, demitiu Wagner Lopes após sete jogos, sendo uma vitória, três empates e três derrotas. Ele havia retornado ao clube em janeiro. Rogério Micale foi contratado pelo clube.

Wagner Lopes comandou o Paraná em sete jogos | Foto: Paraná / Divulgação