Publicidade

Denis Vieri, o jogador fake que ganhou as manchetes nesta semana (Reprodução) Denis Vieri, o jogador fake que ganhou as manchetes nesta semana (Reprodução)

Denis Vieri ganhou as manchetes nesta semana, após surgir como reforço para o modesto Força e Luz, lanterna do Campeonato Potiguar. Aos 34 anos, ele chegou ao clube com a promessa de que tiraria o time do buraco e trouxe três outros companheiros como reforço. Dizia ter defendido o Vasco da Gama, o Santos, PSV Eindhoven (Holanda), Shakhtar Donetsk (Ucrânia). No currículo, título de campeão da Copa da Uefa (hoje Liga Europa) com a camisa da equipe ucraniana. Seria uma bela história, não fosse toda ela uma mentira.

Desmascarado, sumiu do mapa, deixando todos na mão: desde o Força e Luz, aos torcedores e mesmo os três companheiros, aos quais havia prometido uma chance no clube. Mas, a história de Denis Vieri não é única. E mostramos alguns exemplos aqui.

Publicidade

Curiosamente, várias delas ocorridas no mesmo ano… 2011. Acredite, se quiser!

Rodrigo Souza

Em fevereiro de 2011, a assessoria de comunicação do lateral direito Rodrigo Souza, então com 25 anos, anunciou o fim do vínculo do jogador com o Flamengo. “Recebi um carinho muito grande do clube, fiz muitos amigos. Tinha ouvido falar que era diferente trabalhar no Flamengo. Pois foi mesmo”, disse, na época, o jogador.

Publicidade

Também na época, Rodrigo Souza teria como destino o Genoa, da Itália. Mas era tudo mentira.

Rodrigo Souza, jogador de mentira com passagem por grandes clubes e campeão mundial (Reprodução) Rodrigo Souza, jogador de mentira com passagem por grandes clubes e campeão mundial (Reprodução)

Rodrigo Souza chegou a participar de programas esportivos na TV, onde relatou uma vasta carreira. Teria sido inclusive campeão mundial pela Seleção Brasileira Sub-20. E o currículo do falso jogador incluía ainda passagens por Palmeiras, Grêmio e Feyenoord, da Holanda.

Carlos Kaiser

Publicidade

Também em 2011, veio à tona a história do atacante Carlos Kaiser. Sua estratégia, no entanto, era bem elaborada. Ele grudava no maior número possível de jogadores, fazendo amizade com muitos deles. Em sua lista, Renato Gaúcho, Ricardo Rocha, Romário, Edmundo…

Carlos Kaiser e os amigos Gaúcho e Renato, sempre nas "baladas" (Arquivo pessoal) Carlos Kaiser e os amigos Gaúcho e Renato, sempre nas “baladas” (Arquivo pessoal)

Quando algum amigo seu ia para algum clube, ele se oferecia como contrapeso, para “formar elenco”. Assim, conseguia assinar contratos de risco, curtos, normalmente de três meses. Ele Carlos Kaiser recebia as luvas e ficava no clube por esse período.

Treinava para “entrar em forma” e, na hora da verdade, combinava com um colega uma entrada dura e simulava lesão. Aí, ganhava mais alguns dias encostado pelo clube.

Matéria com Carlos Kaiser trata o então jogador como "grande artilheiro" (Reprodução) Matéria com Carlos Kaiser trata o então jogador como “grande artilheiro” (Reprodução)

Publicidade

“Na hora de entrar em campo ele simulava contusão, falava em estiramento e ficava dois, três meses sem treinar. É 171 nato”, disse Ricardo Rocha, na época, ao site GloboEsporte.com.

Bruno de Camargo

Mais uma vez em 2011!?! O atacante Bruno de Camargo esteve próximo de trocar o time B do Chelsea pelo Grêmio. Revelado pelo Flamengo, de Alegrete, ele havia passado pelo Wolverhampton antes de chegar a Londres. Aos 19 anos, com direito à vídeos no Youtube, entrou na mira do Grêmio.

Billy Clifford iniciou carreira no Chelsea (Divuldação) Billy Clifford iniciou carreira no Chelsea (Divulgação)

Publicidade

A questão é que, desta vez, o jogador nem sequer existia. Tudo não passou de uma criação de um torcedor que dizia querer fazer um teste pelo Grêmio. Para dar mais realizamo à história, ele chegou a criar perfis em redes sociais, com vídeos e fotos de um jogador do Chelsea.

Mas, o que acontece com 2011?!?

Alyrio Gonzalez

Novamente em 2011, o cara despontou no “Orkut”. Usuários da antiga rede social criaram um jogador paraguaio. Batizado como Alyrio Gonzalez, atuava no Guarani. Ele ganhou até ficha técnica, nascido em 19 de outubro de 1991, destro, atacante, dribles rápidos, 15 gols em 11 jogos no ano. Havia até vídeo.

Publicidade

Não demorou muito e o noticiário já citava interesse do Botafogo e Palmeiras, com valor da transação fixado em R$ 500 mil.

Leia também:

Presidente de clube paraguaio revela relacionamento íntimo com zagueiro
Liga dos Campeões: conheça os apelidos dos times que estão na briga pelo título
Pepsi renova contrato com a UEFA
Neymar vira embaixador de gigante chinesa de tecnologia
Barcelona de Valverde faz história e supera marca de Guardiola
Crise no Real Madrid pode sobrar para Keylor Navas
Neymar tem razão: apanha mais na França do que na Espanha