Publicidade

A irregularidade cobrou o preço, mas o Atlético-PR ainda tem um sonho na reta final do Brasileirão: conquistar uma vaga para a Libertadores de 2018. O cenário não é fácil. Além de vencer, a torcida do Furacão precisa ligar o secador.

Atlético-PR ainda tem chance de G-7  | Foto: Miguel Locatelli / Site Oficial do Atlético-PR

O Furacão é o 11º colocado, com 48 pontos, quatro a menos do que o Botafogo, sétimo colocado. Se vencer as duas – encara o Avaí fora e recebe o Palmeiras -, precisa torcer por quatro das cinco situações: uma derrota e um empate do Flamengo, dois tropeços do Botafogo, um tropeço do Atlético-MG, um tropeço do Vasco e um tropeço do Bahia, além de se manter à frente da Chapecoense no saldo de gols.

Leia também:

Publicidade

Neymar e Cristiano Ronaldo deixam Messi de lado na Liga dos Campeões
Celtic vira a maior vítima de Neymar na Liga dos Campeões ao lado do… PSG
Diego vive ano de artilheiro e tem números melhores do que centroavantes
Mesmo com R$ 15 milhões, Palmeiras silencia sobre Lucas Lima
Neymar ganha ‘vale night’ do técnico do PSG
A meta (praticamente de artilheiro) de Paulinho no Barcelona
Mercado da bola: veja quem pode chegar e quem pode sair do seu clube

Outro cenário para o Atlético-PR

Se somar quatro pontos, precisa torcer por duas derrotas do Botafogo e tirar uma diferença de cinco gols de saldo, dois tropeços do Atlético-MG, dois tropeços do Vasco, um tropeço do Bahia (tirando uma diferença de três gols de saldo) e um tropeço da Chapecoense (mantendo a vantagem no saldo de gols).

O cenário pode mudar, caso o Grêmio conquiste a Libertadores e/ou o Flamengo vença a Sul-Americana. Um outro contexto surgiria, com mais vaga para a Libertadores de 2018 via Brasileirão.

A briga pelo G-7 do Brasileirão

Publicidade

[table id=20 /]