Publicidade

O Cuiabá demitiu o técnico Alberto Valentim, ex-Botafogo, Vasco e Palmeiras, logo após o empate de 2 a 2 com o Juventude, na primeira rodada do Brasileirão Série A. A diretoria do clube do Mato Grosso desmentiu, no entanto, suposta briga entre o treinador e jogadores. Conforme mensagens em grupos de redes sociais, até o presidente do Cuiabá estaria envolvido.

"<yoastmark

Relacionadas

Torcedor do Vasco flagrado na fila para entrar no estádio do Porto, na grande final da Champions League

A repercussão obrigou a diretoria a emitir uma nota oficial. Nela, o clube informa que não houve discussões na saída do gramado, e o clima era de tranquilidade após a partida. Além disso, de acordo com o Cuiabá, nenhum dirigente estava no vestiário. Confira abaixo a nota:

Publicidade

“O Cuiabá lamenta as inverdades que estão circulando nas redes sociais de uma suposta discussão no vestiário após o empate contra o Juventude, entre a diretoria, um atleta e o ex-treinador Alberto Valentim. O Cuiabá afirma que nada ocorreu.

MAIS: Michel é campeão com Cabo, mas tem histórico de lesões

Apesar da saída de Valentim, o clima no vestiário era de tranquilidade sendo que nenhum tipo de discussão aconteceu. A diretoria não entrou no vestiário após o término da partida”.

Publicidade

MAIS: Michel é campeão com Cabo, mas tem histórico de lesões

Com a demissão de Alberto Valentim, o Cuiabá só poderá ter um treinador até o fim da temporada, conforme manda novo regulamento da CBF. O Cuiabá divulgou a nota no perfil do Twitter.

Comentários