Publicidade

Internacional, Flamengo, Atlético-MG e São Paulo estão na briga pelo título do turno do Campeonato Brasileiro de 2020. Um título simbólico? Sim. Mas a história mostra uma importância além do simbolismo. Em 13 vezes na era dos pontos corridos, de 2003 para cá, o campeão do 1º turno faturou o Brasileirão no fim do ano. Ou seja, em apenas quatro oportunidades quem virou na frente não ergueu o troféu em dezembro.

Galhardo Internacional x Vasco Galhardo é o destaque do do Inter | Foto: Ricardo Duarte / Internacional / Divulgação

A última rodada do turno acontece neste fim de semana. Porém, como Galo e São Paulo têm jogos a menos (partidas adiadas), eles também podem faturar o simbólico e importante título do 1º turno.

A briga pelo 1º turno do Brasileirão

No momento, o Internacional lidera com 35 pontos e leva vantagem no saldo de gols em relação ao Flamengo. A derrota para o Corinthians, neste sábado, na Neo Química Arena, complicou a vida colorada na briga pelo simbólico título do 1º turno. Agora, para se manter na liderança, o Inter precisa torcer por derrota do Fla para o São Paulo e por dois tropeços do Galo e do Tricolor Paulista.

Publicidade

LEIA MAIS! O pai está off: Neymar tem lesão confirmada e desfalca o PSG

Para ser campeão do primeiro turno, o Flamengo precisa vencer o São Paulo, no Maracanã, e torcer por um tropeço do Galo. O clube mineiro, por sua vez, tem de vencer o Palmeiras, no Allianz Parque, e o jogo adiado com o Athletico-PR, no Mineirão, ainda sem data marcada, e torcer por um tropeço do São Paulo. Desta forma, o Atlético-MG ficaria com 38 pontos e levaria vantagem mesmo em caso de vitória do Fla neste fim de semana, em função do maior número de vitórias.

Pedro, do Flamengo Pedro é o artilheiro do Flamengo no Brasileirão | Foto: Alexandre Vidal/CRF

O São Paulo, com três jogos a menos, também tem chance e só depende de si. O primeiro passo é vencer o Flamengo no Maracanã e depois ganhar os duelos adiados com Goiás, fora de casa, Ceará, fora de casa, e Botafogo, no Morumbi.

Os campeões do 1º turno do Brasileirão

Cruzeiro, o primeiro campeão

Publicidade

A primeira edição do Brasileiro por pontos corridos aconteceu em 2003, com 24 clubes. O Cruzeiro foi o simbólico campeão do 1º turno, com 47 pontos, três a mais do que o Santos. A Raposa se desgarrou no segundo turno e ganhou o Brasileiro com folga (13 pontos a mais que o vice-campeão Santos).

Alex, Cruzeiro, Brasileirão Alex brilhou pelo Cruzeiro em 2003 | Foto: Washington Alves / Light Press / Cruzeiro

Santos leva a melhor em empate tríplice

Novamente com 24 clubes, o Brasileiro de 2004 terminou o primeiro turno com três clubes empatados com 41 pontos, mas o Santos superou São Paulo e Ponte Preta nos critérios de desempate. O Peixe foi o campeão daquele ano, com três pontos a mais em relação ao Athletico-PR, vice-campeão. O Tricolor Paulista terminou em terceiro, enquanto a Ponte ficou na 10ª colocação.

Santos, Brasileirão 2004 O elenco do Santos no título brasileiro | Foto: Site do Santos / Divulgação

Corinthians em 2005

O Timão abriu o caminho rumo ao título brasileiro de 2005 já no primeiro turno, em que ficou na frente por quatro pontos (42 contra 38), em relação ao Fluminense. Naquela edição, o torneio teve 22 times. O Corinthians foi campeão com 81 pontos, três a mais do que o Internacional.

Tévez, Corinthians, 2005 Tévez foi um dos principais nomes do Timão | Foto: Corinthians / Divulgação

São Paulo inicia o tri no Brasileirão

Publicidade

A primeira edição do torneio com 20 clubes aconteceu em 2006, ano em que o São Paulo ganhou o primeiro turno com 38 pontos, quatro de vantagem sobre o Internacional. No fim das contas, o Tricolor Paulista foi campeão com sete pontos a mais do que o Colorado.

Ceni, Sâo Paulo, Brasileirão Ceni e São Paulo dominaram o Brasileirão | Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net / Divulgação

São Paulo sobra

Em 2007, o São Paulo venceu o Brasileiro com propriedade, com uma vantagem de 15 pontos sobre o Santos, segundo colocado. No primeiro turno, o Tricolor fez 39 pontos e abriu sete pontos na liderança, em relação ao Botafogo, então segundo lugar.

Muricy Ramalho, São Paulo, Brasileirão Muricy comandou o tri do São Paulo | Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net / Divulgação

Grêmio vira na frente, mas…

A edição de 2008 foi a primeira em que o campeão do 1º turno não garantiu o título do Brasileirão. Na ocasião, o Grêmio virou na frente, com 41 pontos, cinco de vantagem sobre o Cruzeiro, então vice-líder ao fim do primeiro turno. Porém, o São Paulo, que iniciou o 2º turno na quarta colocação, oito pontos atrás do Tricolor Gaúcho, faturou o tricampeonato consecutivo. O Grêmio terminou em segundo lugar, com três pontos a menos do que o São Paulo.

Grêmio Brasileirão Tcheco era um dos principais nomes do Grêmio na época | Foto: Grêmio / Divulgação

Internacional vê o Flamengo arrancar

Publicidade

Em 2009, outra vez o campeão do primeiro turno não ganhou o Brasileiro. O Internacional entrou no returno na liderança, com 37 pontos (a mesma pontuação do Palmeiras, mas à frente pelo número de vitórias). Eram oito pontos a mais em relação ao Fla, então sétimo colocado. O Rubro-Negro embalou no segundo turno e foi campeão, com 67 pontos, dois a mais do que o Inter.

Guiñazú, Internacional, Brasileirão Guiñazú era um dos líderes do elenco colorado | Foto: Internacional / Divulgação

Fluminense ‘retoma tradição’

O campeão do 1º turno voltou a garantir o título brasileiro em 2010. Na ocasião, o Flu virou na frente, com 38 pontos, um ponto a mais do que o Corinthians. No fim das contas, o Fluminense conquistou o troféu com dois pontos a mais do que o Cruzeiro, vice-campeão.

Conca, Fluminense Conca foi um dos destaques da conquista do Fluminense | Foto: Photocamera / Divulgação

Corinthians ganha de novo

O Timão, em 2011, fechou o primeiro turno na frente com 37 pontos, um a mais do que o Flamengo. No returno, o Corinthians fez mais 34 pontos e somou 71 pontos, conquistando o título. O Vasco terminou na segunda colocação, com 69.

Corinthians, 2011, Brasileirão Corinthians sacramentou o título em clássico com Palmeiras | Foto: Foto: Daniel Augusto Jr/ Agência Corinthians / Divulgação

Atlético-MG vê o Flu rir por último

Publicidade

Em 2012, o Galo foi o vencedor do primeiro turno, com 43 pontos, um a mais do que o Fluminense. Porém, o Tricolor deu o troco no returno e ficou com o título, fechando a campanha com 77 pontos, cinco a mais do que o Atlético-MG.

Ronaldinho, Atlético-MG, Brasileirão Ronaldinho era o principal nome do Galo | Foto: Bruno Cantini / Atlético-MG / Divulgação

Cruzeiro abre caminho

O Cruzeiro mostrou suas credenciais logo no primeiro turno e deslanchou na sequência. A Raposa virou na frente com 40 pontos, quatro a mais do que o Botafogo. No fim, o Cruzeiro conquistou o título com 11 pontos a mais do que o Grêmio.

Éverton Ribeiro, Cruzeiro, Brasileirão Éverton Ribeiro brilhou pelo Cruzeiro | Foto: Washington Alves / Light Press / Cruzeiro

Cruzeiro repete a dose

Em 2014, o Cruzeiro novamente venceu o primeiro turno, desta vez com 43 pontos, sete de vantagem em relação ao segundo colocado, o São Paulo. No fim, a Raposa faturou o bicampeonato com dez pontos de frente sobre o Tricolor Paulista.

Ricardo Goulart, Cruzeiro, Brasileirão Ricardo Goulart foi outro nome de destaque no bicampeonato | Foto: Jefferson Bernardes/LightPress

Corinthians volta a ser campeão

Publicidade

Com 40 pontos, quatro a mais do que o Atlético-MG, o Corinthians fechou o primeiro turno na frente. E foi campeão brasileiro com 81 pontos, 12 a mais do que o Galo, segundo colocado.

Corinthians 2015 A festa do título do Timão | Foto: Foto: Daniel Augusto Jr / Agência Corinthians / Divulgação

Disputa acirrada no Brasileirão em 2016

O Palmeiras venceu o primeiro turno, com 36 pontos, um a mais do que o Atlético-MG, e dois a mais do que Corinthians e Flamengo, numa disputa acirrada. O Verdão deslanchou no returno para ser campeão com 80 pontos, nove a mais do que Santos e Fla.

Dudu brilhou pelo Verdão | Foto: Divulgação

Corinthians estabelece recorde

O Timão fez um primeiro turno dos sonhos em 2017. Com uma campanha invicta, com 14 vitórias e cinco empates, o Corinthians fez 47 pontos (o recorde do 1º turno), oito a mais do que o Grêmio. No fim, o clube paulista foi campeão brasileiro com 72 pontos, nove a mais do que o Palmeiras.

Corinthians 2017 Jadson foi um dos destaques do Timão | Foto: Rodrigo Coca / Corinthians / Divulgação

São Paulo não mantém desempenho

Publicidade

A quarta e última vez que o campeão do primeiro turno não venceu o Brasileiro aconteceu em 2018. Na ocasião, o São Paulo virou na frente com 41 pontos, três a mais do que o Internacional e oito em relação ao Palmeiras, então sexto colocado. O Verdão disparou no returno e foi campeão brasileiro com 80 pontos, oito a mais do que o Flamengo e 17 a mais do que o Tricolor Paulista, que terminou no quinto lugar.

São Paulo, 2018, Brasileirão Campeão do 1º turno, São Paulo perdeu fôlego em 2018 | Foto: Paulo Pinto / saopaulofc.net / Divulgação

Flamengo vence o 1º turno do Brasileirão pela primeira vez

No ano passado, o Flamengo virou, pela primeira vez, na frente. O Rubro-Negro fez 42 pontos no 1º turno, três a mais do que o Palmeiras. Depois, o Fla de Jorge Jesus atropelou os rivais e faturou o título com 90 pontos (recorde da era dos pontos corridos com 20 times), 16 a mais do que Santos e Palmeiras.

Flamengo de Jesus e Gabigol atropelou em 2019 | Foto: CBF