Publicidade

O G-7 do Brasileirão chegou a ficar distante, mas agora está ao alcance. O sonho de ir para a Libertadores de 2018 está vivo. O Atlético-MG não depende apenas de si, é verdade, mas a torcida já acreditou em situações mais improváveis. Alguém duvida do Galo?

Atlético-MG quer agarrar uma vaga na Libertadores | Foto: Bruno Cantini / Atlético

Com 50 pontos e na oitava colocação do Brasileiro, o Atlético-MG, além de fazer a sua parte, tem de secar Botafogo e/ou Flamengo. Se vencer os dois jogos – encara o Corinthians, em São Paulo, e recebe o Grêmio na última rodada -, o Galo tem de torcer por dois tropeços do Flamengo e/ou uma derrota ou tropeço do Botafogo, desde que tire uma diferença de três gols de saldo em caso de empate do clube carioca.

Atlético-MG está na briga

Outra possibilidade é somar quatro pontos e torcer por duas derrotas do Flamengo e uma derrota e um empate do Botafogo, além de um tropeço de Vasco, Bahia, Atlético-PR e Chapecoense, para não ser ultrapassado na tabela.

Publicidade

Leia também:

Neymar e Cristiano Ronaldo deixam Messi de lado na Liga dos Campeões
Celtic vira a maior vítima de Neymar na Liga dos Campeões ao lado do… PSG
Diego vive ano de artilheiro e tem números melhores do que centroavantes
Mesmo com R$ 15 milhões, Palmeiras silencia sobre Lucas Lima
Neymar ganha ‘vale night’ do técnico do PSG
A meta (praticamente de artilheiro) de Paulinho no Barcelona
Mercado da bola: veja quem pode chegar e quem pode sair do seu clube

O cenário com uma vitória é improvável. Teria de secar Botafogo (duas derrotas), Vasco (uma derrota), Bahia (um tropeço), Atlético-PR (um tropeço) e Chapecoense (um tropeço).

Publicidade

A situação pode mudar. Caso o Grêmio vença a Libertadores e/ou o Flamengo conquiste a Sul-Americana, o Brasileirão terá mais vaga para a Libertadores-2018. O Galo pode ser contemplado nesta, caso não consiga alcançar o G-7 e termine em oitavo, por exemplo.

A briga pelo G-7 do Brasileirão

[table id=20 /]