Publicidade

Os torcedores de Vasco e Botafogo vão precisar de muita paciência na trajetória da Série B do Brasileirão. A meta de ambos é voltar à Série A, mas já imaginavam que não seria fácil. No entanto, o clássico deste sábado, no Engenhão, serviu para mostrar que ainda há muito a fazer dos dois lados, embora com mais ênfase no caso do Vasco. Isso porque o Botafogo foi superior ao adversário, mas daí a ser uma unanimidade há uma distância.

O Botafogo mudou, mas é cedo ainda para dizer que deve isso a Enderson Moreira - Foto: Divulgação Botafogo O Botafogo mudou, mas é cedo ainda para dizer que deve isso a Enderson Moreira – Foto: Divulgação Botafogo

É certo que o gol-relâmpado de Chay serviu para quebrar a concentração do Vasco na partida, favorecendo o Alvinegro. Mas daí ao time de São Januário não entrar na partida durante todo o restante do primeiro tempo é demais. É claro que nenhum dos dois assimilou ainda um possível esquema de seus treinadores, uma vez que ambos assumiram recentemente. Ainda vai levar um tempo para isso.

Leia também

Botafogo encaminha renovação de Rafael Navarro

Publicidade

Para colar no G-4! Botafogo aposta no Niltão para dar recado na Série B

Entretanto, o Vasco não demonstrou força coletiva em campo, errando muitos passes, aceitando a marcação do Botafogo e, o mais preocupante, permitindo contra-ataques do adversário. Embora com vantagem no placar, as melhores chances de gol foram criadas pelo Alvinegro. Mesmo no segundo tempo, depois que Lisca teve chance de encaixar o Vasco no jogo, no vestiário. Assim, é questionável se o time mudou após a saída de Marcelo Cabo ou se não houve apenas uma “animação” motivada pela troca de técnico.

Botafogo teve mais presença no jogo e ganhou merecidamente - Foto: Reprodução Botafogo teve mais presença no jogo e ganhou merecidamente – Foto: Reprodução

Relacionadas

Jonathan Botafogo

No caso do Botafogo, é perceptível sim que houve uma evolução no sentido de entrar no jogo lutar pelo domínio e mantê-lo. Esse vinha sendo o maior problema do time na Série B do Brasileirão. Resta saber se a postura do time mudou pelo toque de Enderson Moreira – o que é muito difícil, visto que ele chegou muito recentemente – ou por uma consciência do elenco. Porque a deficiência do Botafogo era muito clara, sendo falta de tranquilidade e confiança. Nisso o time realmente mudou. Pelo menos foi o que aconteceu nos dois últimos jogos, contando o clássico.

Lisca e Enderson Moreira têm mais coisas em comum do que eles próprios pensam - Foto: Montagem Lisca e Enderson Moreira têm mais problemas em comum do que eles próprios pensam – Foto: Montagem

Publicidade

Assim, o Botafogo foi melhor e mereceu a vitória, mas daí a dizer que resolveu suas pendências é uma outra história. A resposta virá nas próximas rodadas, sobretudo com essa proximidade do G-4. Há uma distância a ser percorrida, além de pontos que foram perdidos no caminho que já foi feito. Já o Vasco precisa de urgentemente de estabilidade. Por isso, o torcedor precisa torcer para que Lisca, de doido, não tenha nada.

Comentários