Publicidade

A vitória sobre o Madureira, neste domingo, pelo Carioca, foi duplamente especial para Abel Braga. Além de representar o primeiro triunfo da temporada, ela simboliza uma marca e tanto. O técnico completou 300 jogos à frente do Fluminense. Abelão é o segundo treinador que mais comandou o Flu na história.

Abel Braga é o segundo técnico com mais jogos pelo Flu | Foto: Mailson Santana / Fluminense FC

Nesta temporada, Abel Braga superou Ondino Vieira, que comandou o Fluminense 297 vezes. O primeiro da lista é Zezé Moreira, técnico que dirigiu o Tricolor em 474 jogos. Ao todo, o retrospecto de Abelão é o seguinte: 145 vitórias, 68 empates e 87 derrotas.

Leia também

Publicidade

Copa do Brasil: fato curioso marca duelo entre Fluminense e Caldense
Barcelona iguala recorde de invencibilidade da época de Guardiola
Trio BBC chega a 400 gols, mas convive com crise no Real Madrid
Dono da bola e compacto: este é o Palmeiras de Roger Machado
Gol à la Ronaldinho e voadora assassina: o que foi Cardiff x Manchester City?
Neymar supera Ronaldinho Gaúcho com a camisa do PSG

Esta é a terceira passagem de Abel Braga como técnico do Fluminense: uma história que começou quando ele era zagueiro e tem se tornado cada vez mais especial ano após ano. Como treinador, Abelão soma três títulos (Campeonato Brasileiro de 2012 e Cariocas de 2012 e 2005).

Abel Braga faz história no Fluminense

A trajetória de Abel como técnico do Fluminense começou em 2005. De cara, foi campeão estadual. Ele bateu na trave na Copa do Brasil (perdeu a final para o Paulista) e por pouco não levou o time à Libertadores do ano seguinte (terminou o Brasileiro na quinta colocação). Abelão ficou um ano à frente do Tricolor, mudando de ares em 2006.

Publicidade

O retorno aconteceu em 2011, no meio da temporada. Em 2012, mais um título na conta: o Carioca. O ponto auge foi o Brasileirão, com uma campanha sólida e inquestionável. A segunda passagem durou até julho de 2013.

Em 2017, Abel voltou para casa e comanda o Fluminense desde então. Agora com uma importância maior ainda: é peça-chave neste processo de reestruturação que o Tricolor vem implementando.