Fluminense, MQJ Memória

Top 10! As contratações mais caras da história do Fluminense

Rafael Sóbis fez história no Fluminense (Foto: CBF)

Nos últimos anos o Fluminense conviveu com o luxo e o lixo. O clube viveu uma fase de muita riqueza com a parceria com a Unimed. Mas depois disso tem tido dificuldades para conseguir manter suas contas em dia. Ao longo de todo esse tempo algumas vezes foi ao mercado com ousadia. É o que nos mostra o top 10 das contratações mais caras da história do Fluminense.

A lista tem alguns nomes surpreendentes, como o volante Edinho e o zagueiro Henrique. Além disso tem até mesmo cria da casa sendo repatriada.

Leia também:

Xerém deu frutos: o Top 10 das vendas mais caras do Fluminense
MQJ Memória: Super Ézio, pois super-herói é pra isso

O MAIS QUE UM JOGO mostra as contratações mais caras da história do Fluminense:

10 – Osvaldo

Osvaldo na chegada ao Fluminense (Foto: Divulgação)

A lista de top 10 das contratações do Fluminense é aberta pelo atacante Osvaldo. Em 2015 o Tricolor pagou 1,9 milhões de euros (cerca de R$ 11,4 milhões atuais) ao Al-Ahli da Arábia Saudita pelo jogador.

9 – Robinho

Robinho chegou com status de titular no Fluminense (Foto: Divulgação Fluminense)

Ainda no elenco do Fluminense, o atacante Robinho é tido como um dos micos tricolores em termos de negociação. O clube pagou 2 milhões de euros (cerca de R$ 12 milhões atuais) ao Atibaia-SP pelo jogador. Ele vinha se destacando pelo Figueirense. A transação foi em 2017.

8 – Henrique

Henrique na apresentação no Fluminense (Foto: Divulgação)

O zagueiro Henrique custou ao Fluminense em 2015 o valor de 2 milhões de euros (cerca de R$ 12 milhões atuais). Ele estava na Udinese.

7 – Walter

Walter e a dificuldade de entrar em forma (Foto: Divulgação)

Conhecido pela dificuldade em entrar em forma, Walter foi aposta do Fluminense em 2013. O Fluminense pagou aos chineses do Portor 2,1 milhões de euros (cerca de R$ 12,6 milhões atuais) pelo centroavante. Mas se arrependimento matasse…

6 – Richarlison

Richarlison foi bem no Fluminense (Foto: Nelson Perez / Fluminense F.C)

Após se destacar no América-MG o Fluminense pagou em 2015 a quantia de 2,38 milhões de euros (cerca de R$ 14,28 milhões atuais) pelo atacante Richarlison. Mas depois foi negociado a peso de ouro com o Watford da Inglaterra. Assim valeu o negócio.

5 – Wágner

Wágner era puro talento no meio-de-campo do Fluminense (Foto: Divulgação)

O Fluminense pagou aos chineses do Gaziantepspor 2,4 milhões de euros (cerca de R$ 14,4 milhões atuais) pelo meia. A transação foi em 2011. Mas ele deu retorno em campo. Assim valeu à pena.

4 – Wellington Silva

Wellington Silva é cria do Fluminense. Além disso é identificado com a torcida (Foto: Divulgação)

Cria do clube e vendido cedo ao Arsenal da Inglaterra, Wellington Silva foi repatriado pelo Fluminense em 2016. Ele custou aos cofres do Tricolor o valor de 3 milhões de euros (cerca de R$ 18 milhões atuais).

3 – Edinho

Edinho corria o campo todo (Foto: Getty)

Quem diria? O volante Edinho abre o top 3 das contratações mais caras da história do Fluminense. Em 2010 o Palmeiras o cedeu ao Fluminense por 3,4 milhões (cerca de R$ 20,4 milhões atuais). Mas ele se entregava ao máximo em campo. Entretanto não era unanimidade.

2 – Rafael Sóbis

Rafael Sóbis fez história no Fluminense (Foto: CBF)

A segunda contratação mais cara da história do Fluminense é o atacantew Rafael Sóbis. Em 2012 o Tricolor pagou ao Al-Jazira dos Emirados Árabes Unidos o valor de 3,5 milhões (cerca de R$ 21 milhões atuais). Mas valeu à pena.

1 – Thiago Neves

Thiago Neves veste bem a camisa do Fluminense (Foto: Getty)

Por 7 milhões de euros (cerca de R$ 42 milhões atuais) Thiago Neves trocou em 2011 o Al-Hilal da Arábia Saudita pelo Fluminense. Assim se tornou a contratação mais cara da história do Fluminense.

Você Também pode gostar