Publicidade

Quem pensa que o Fluminense está no mercado em busca de um lateral-esquerdo está enganado. Quem garante é o técnico Roger Machado. O assunto veio à tona após a derrota por 1 a 0 para o Atlético-GO na noite de quarta-feira, em Goiás.

O treinador preservou o lateral-esquerdo Egídio e o substituto Danilo Barcelos não foi nada bem em campo. Assim alguns torcedores passaram a defender a chegada de reforços.

Danilo Barcelos não foi bem contra o Atlético (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)

A lateral-esquerda, inclusive, vem sendo alvo de críticas no Fluminense há algum tempo. Egídio já tem 35 anos e Danilo completará 30 anos em agosto. Mas segundo Roger Machado, a posição não está entre as prioridades para contratações neste momento.

Publicidade

– Nesse momento a gente não definiu quais posições a gente precisa buscar. Nós temos algumas importantes definições, mas a lateral esquerda, neste momento, não é pauta, até porque nós temos o Jefté, que é um jogador da casa, que está surgindo, que a gente está olhando com muito carinho. Não desejamos neste momento trancar a ascensão de mais um jogador importante dentro do clube – afirmou o técnico Tricolor.

MAIS! Fluminense se recusa a negociar Luccas Claro

Roger defende mudanças

As mudanças no time foram defendidas por Roger.

Publicidade

– A sequência de jogos vai pesar para todos. Hoje optamos por colocar o Danilo no lugar do Egídio, que estava indo para sua 11ª partida, e tirar o Caio, que não conseguiu se recuperar completamente do último jogo, para que mandássemos a campo aqueles que estivessem nas melhores condições. Obviamente que a sequência de jogos vai nos tirar a competitividade. Mas é mais do que isso: o mau momento tecnicamente vai acontecer e também pode estar associado à sequência dos jogos – explicou Roger.

Relacionadas

Roger Machado Fluminense

De volta ao Rio de Janeiro, o Fluminense buscará a recuperação no Brasileirão recebendo o Corinthians. Timão e Tricolor se enfrentam no próximo domingo, em São Januário.

Comentários