Publicidade

O volante Hudson está de volta ao Fluminense. O jogador estava se recuperando de Covid-19 e ficou cerca de 15 dias afastado do plantel. Mas o seu retorno já é motivo de comemoração por parte da comissão técnica, principalmente de Odair Hellmann. Isso porque a posição é considerada um problema no momento.

Hudson e Dodi eram titulares absolutos (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)

O Fluminense não vem podendo contar com Yago Felipe, que se recupera de uma lesão no joelho direito. O jogador era considerado o reserva imediato da dupla de volate titular que contava com Hudson e Dodi. Mas o segundo não vai mais jogar pelo clube por não ter aceitado prorrogar o contrato, que se encerra em dezembro.

Odair Hellmann gosta do futebol de Hudson

Sem Hudson o Fluminense tem visto a saída de bola do time prejudicada. Isso se refletiu em alguns maus resultados da equipe na temporada, como no próprio empate sem gols com o Bragantino, no Maracanã, na noite de segunda-feira.

Publicidade

– É um jogador importante para o grupo e que se dedica muito ao trabalho. Logicamente que contamos muito com ele, pois fez grandes jogos na temporada – disse ele.

Leia também:

Odair Hellmann vê Fluminense na briga: ‘ano atípico’
Tropeço custa caro ao Fluminense na tabela de classificação

Publicidade

Hudson voltou aos treinos na terça-feira. O departamento médico o liberou para o duelo do próximo domingo. O Fluminense recebe o Athletico Paranaense no Maracanã em busca de uma vitória para se reaproximar do G-4.