Publicidade

O Fluminense sofreu com o setor ofensivo após a negociação de Evanílson. No entanto, os tricolores viram jogadores como Felippe Cardoso e Caio Paulista crescerem nos últimos jogos e virarem boas opções no elenco.

Lucca chegou ao Fluminense há pouco tempo (Foto: Lucas Merçon/ Fluminense)

Além disso, os cariocas contrataram o atacante Lucca como reforço. O recém-chegado ficou como opção no banco de reservas nos dois jogos, mas não entrou em campo, o que foi questionado pela torcida.

– É readaptação ao futebol, outro tipo de treinamento, outro nível de treinamento. As substituições que eu fiz foi por jogadores de ataque: Marcos Paulo, Caio Paulista, Felipe, Ganso… Jogadores que eram para tentar resgatar essa posse nossa, essa força de manutenção de passe e de posse para que a gente pudesse retomar o controle do jogo e buscar essa vitória. Então, no final, eu coloquei os dois centroavantes porque precisávamos de uma imposição porque estávamos conseguindo chegar pelo menos aos lados do campo – justificou Odair Hellmann.

Publicidade

O comandante pregou calma e adiantou que Lucca está nos planos da comissão técnica.

– O Lucca vai ter a oportunidade dele, como todos os jogadores. Nós temos muitos jogadores na função e não consigo colocar todos ao mesmo tempo no mesmo jogo. Em algum momento vai entrar algum jogador com alguma característica, em outro momento vai entrar outro jogador com outra característica. O Lucca vai ter oportunidade também ao longo do Campeonato – declarou.

Leia também:

Publicidade

Olho no futuro! Fluminense já respira duelo contra o Santos

Errou! Digão sofre pressão após falhas pelo Fluminense

O Fluminense terá a semana livre para trabalhar visando o duelo contra o Santos, no domingo, no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro.