Publicidade

Jogar contra a torcidas é uma realidade que a pandemia afastou dos gramados por muitos meses. Mas aos poucos os jogadores estão tendo que voltar a conviver com esta realidade. E um cenário para ver o comportamento dos atletas é a Arena Neo Química, onde Fluminense e Corinthians duelam nesta quarta-feira pelo Campeonato Brasileiro. O zagueiro Nino age com naturalidade sobre o assunto.

O Fluminense tem uma missão difícil. As duas equipes são concorrentes diretas por uma vaga na Libertadores e vêm de resultados decepcionantes. Mas um fator que começa a pesar para todas as equipes que atuam fora de casa é ter de encarar a torcida adversária.

Nino faz alerta aos jogadores do Fluminense (Foto: Mailson Santana/FFC)

Após meses em que atuar longe de casa não fez tanta diferença por ser em um estádio vazio, agora a pressão voltou a aumentar para os visitantes. Mas os atletas mais experientes do elenco tricolor acreditam que o grupo saberá como lidar com a fanática Fiel.

Publicidade

– Isso é algo a que a gente vai se acostumando aos poucos. Quando começaram os jogos sem público também era algo muito difícil para nós e a gente sabe que isso não pode interferir dentro de campo. Lá temos de estar concentrados no que temos de fazer, são 11 contra 11, e a gente está bem focado para voltar com um bom resultado – afirmou o zagueiro Nino, campeão olímpico com a Seleção Brasileira nos Jogos de Tóquio.

MAIS! Criação de jogada vira drama no Fluminense

Para o titular da zaga do Fluminense, a equipe já mostrou este ano que tem condições de conseguir bons resultados fora de casa.

– Esse ano a gente já mostrou que pode conquistar grandes resultados fora de casa, como foi a classificação contra o River Plate e outros jogos na Libertadores e no próprio Brasileiro. A gente está bem confiante de que vai conseguir fazer um grande jogo – afirmou confiante.

Relacionadas

Publicidade

A última lembrança de um duelo entre as duas equipes na Arena Corinthians, entretanto, não é nada agradável. No Brasileirão de 2020, o Timão aplicou uma sonora goleada por 5 a 0, maior vitória da equipe paulista no histórico do confronto.

Comentários