Publicidade

O presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, não cogita a possibilidade de dispensar Marcão. Mas o treinador, membro da comissão técnica permanente do clube, não vem agradando e é alvo de críticas nas redes sociais. Marcão assumiu a vaga deixada por Odair Hellmann e nas duas partidas em que dirigiu o time empatou por 1 a 1 com o Vasco e perdeu de 2 a 1 para o Atlético-GO. Tropeços contra times da parte de baixo da tabela de classificação. Assim os dirigentes já estudam um novo técnico para 2021. E os nomes que estão na mesa da diretoria nas Laranjeiras são os de Dorival Júnior e Lisca.

Lisca tem identificação com o América-MG (Foto: América)

Lisca hoje teria um salário menor do que Dorival. Mas está envolvido nas semifinais da Copa do Brasil e na luta do América-MG para conseguir o acesso para a Primeira Divisão. Não seria fácil tirá-lo antes do próximo ano do Coelho.

Leia também:

Publicidade

Fluminense ainda não venceu após dois jogos sem Odair
Marcão explica o que não funcionou no Fluminense na derrota para o Atlético-GO

Dorival Júnior está livre no mercado. Além disso pesa a seu favor que ele teve boas passagens pelo Fluminense. O torcedor costuma gostar de seu nome e ele esteve cotado outras vezes para retornar.

Dorival tem mais chances

Marcão Fluminense Marcão é alvo de críticas (Foto: Lucas Merçon / Fluminense / Divulgação)

Os dirigentes ainda não fizeram uma sondagem para nenhum dos dois nomes. Mas se isso acontecer antes de 2021 será apenas em relação a Dorival, com o clube procurando saber se ele estaria disposto a assumir em fevereiro.

Publicidade

Ainda com Marcão no comando o Fluminense volta a campo somente no dia 26 de dezembro, quando recebe o São Paulo no Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ), pelo Campeonato Brasileiro. Quem sabe até lá o Tricolor não tenha novidades para informar a seus torcedores.