Publicidade

Francisco Felipe do Nascimento Rocha, conhecido como He Man, líder da torcida organizada “Young Flu”, foi julgado por júri popular pela morte de um torcedor vascaíno. A Justiça o condenou por homicídio duplamente qualificado e tentativa de homicídio qualificada do torcedor Felipe Souza Moreira, de 24 anos.

Assim a Justiça brasileira está determinada a reduzir os índices de violência entre as torcidas de futebol e deu mostras disso esta semana. O torcedor do Fluminense assassinou um vascaíno a pauladas em 2015. Assim a Justiça o condenou a 51 anos de prisão.

Ministério público entrou em ação no RJ (Foto: Divulgação)

O crime ocorreu antes de uma partida entre as duas equipes pelo Brasileirão daquele ano, no Engenhão. Os membros da torcida cercaram a vítima na área externa da estação de trem de Mesquita, cidade da Região Metropolitana do Rio.

Publicidade

MAIS! Matheus Ferraz vai negociar rescisão com o Fluminense

Armado com um pedaço de pau, Francisco Felipe do Nascimento Rocha espancou Felipe Souza Moreira e outros dois amigos. Felipe foi para o Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, onde permaneceu em coma induzido por três dias antes de falecer.

Relacionadas

Comentários